Em destaque

23 de Abril de 2018: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.9812 patacas e 1.2271 dólares norte-americanos.

Hoje, 23/04/2018
Os Serviços de Saúde vão lançar no final do mês o “Programa de Avaliação de Saúde de Idosos”, com o objectivo de ajudar as gerações mais velhas a compreenderem melhor os factores que influenciam a sua saúde, quer física, quer mental. De acordo com um comunicado dos Serviços de Saúde, o trabalho de avaliação permitirá detectar riscos potenciais para a saúde e oferecer um diagnóstico precoce, possibilitando ainda tratamentos atempados. Entre os exames a realizar estão análises ao sangue, radiografias, medição de índice de massa corporal e exames dentários, entre outros, segundo a mesma nota. O plano destina-se a residentes com 65 anos ou mais, que não tenham registo de consulta externa de cuidados de saúde no último ano. A adesão ao programa é voluntária e gratuita, podendo os interessados fazer a marcação nos centros de saúde. TDM – Rádio Macau
Domingo, 22/04/2018
Rodolfo Ávila vai regressar este ano ao Campeonato da China de Carros de Turismo (CTCC), com a equipa SVW 333 Racing. Depois do segundo lugar de 2017 e de ter ajudado a SAIC Volkswagen a vencer o título de construtores, o piloto de Macau volta assim a participar na prova. Em declarações à sua assessoria de imprensa, Rodolfo Ávila garante que os objectivos estão traçados: “As metas não são diferentes daqueles a que me propus o ano passado e que cumpri na íntegra. A equipa tem como missão primordial vencer o campeonato de construtores e eu irei dar o meu melhor para que possamos repetir o sucesso de 2017. Como objectivo pessoal, gostava de também de vencer corridas, algo que o ano passado me escapou por pouco e por diversas razões fora do meu controlo, e lutar pelo título de pilotos”. A temporada do CTCC é composta por oito eventos, cada um com duas corridas, em sete circuitos diferentes. O ponto de partida da época de 2018 será no Circuito Internacional de Xangai, fim-de-semana de 5 e 6 de Maio. A competição termina em Novembro, nos dias 24 e 25, também em Xangai. TDM-Rádio Macau
Domingo, 22/04/2018
O Instituto de Formação Turística quer abrir o novo hotel educacional dentro de três anos. O concurso de concepção está a decorrer mas a instituição de ensino tem já definido o que pretende com o projecto: um conceito mais moderno que a Pousada de Mong Há e com tecnologias ecológicas de ponta. O novo hotel educacional vai ser construído no edifício residencial do antigo campus da Universidade de Macau, na Taipa. Tal como a pousada de Mong-Há terá entre 20 e 30 quartos mas, em tudo o mais, os dois projectos são distintos. É o que explica Helena Lo, directora da Pousada de Mong Há, que apresenta o novo hotel com três palavras: simplicidade, inovação e personalização. “A Pousada de Mong Há é uma unidade rodeada de história num local onde os nossos hóspedes usufruem de um ambiente muito tranquilo. O novo hotel educacional vai ser uma unidade moderna, com tecnologia e características ecológicas. Esperamos que possa ser uma referência para os futuros profissionais da indústria de turismo”, afirma, em declarações à TDM Rádio Macau. Para além de respeitar as orientações mais recentes na construção de edifícios livres de barreiras arquitectónicas, o projecto quer ser uma referência na construção amiga do ambiente. “Vamos utilizar tecnologias ambientais recentes porque queremos promover o desenvolvimento sustentável da indústria hoteleira. Pedimos aos arquitectos que proponham novas soluções amigas do ambiente, tal como fontes de energia renováveis, reciclagem de águas, controlo nas emissões de carbono, entre outras”, acrescenta. O novo hotel será uma unidade de treino para estudantes mas também vai oferecer uma nova opção de estadia num mercado dominado por resorts integrados de casinos e hóteis. “É um projecto com dois objectivos: criamos este ambiente de treino mas precisamos de hóspedes. Queremos atrair turistas de todo o mundo. Esperamos que seja mais uma opção de estadia tão especial para os turistas como tem sido a Pousada de Mong Há” Os projectos de arquitectura vão ser apresentados até 26 de Junho. O IFT quer que o novo hotel abra portas no início de 2021. André Jegundo