Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Hoje, 24/04/2019
O Instituto Cultural não planeia, para já, rever o despacho que há mais de dez anos impôs limites de altura aos edifícios em redor do Farol da Guia. A revisão do documento foi defendida esta semana pelo Grupo para a Protecção do Farol da Guia, citado na imprensa local. Mas hoje, em resposta à TDM – Rádio Macau, a vice-presidente do Instituto Cultural, Leong Wai Man, afastou a hipótese de rever o diploma, pelo menos neste momento. “A elaboração deste despacho [do Chefe do Executivo n.º 83/2008] foi autorizada na altura pela UNESCO, juntamente com o Governo Central. [...] Neste momento, o Instituto Cultural ainda não recebeu qualquer informação para fazer a revisão deste despacho”, afirmou à rádio Leong Wai Man. O despacho que fixou cotas altimétricas máximas para a construção de edifícios nas zonas de imediações do Farol da Guia entrou em vigor em Abril de 2008, depois de um coro de críticas à construção da sede do Gabinete de Ligação na Avenida do Dr. Rodrigo Rodrigues. O Grupo para a Protecção do Farol da Guia entende que o despacho já “não corresponde à realidade de Macau” e é insuficiente para proteger a paisagem do monumento. Sofia Jesus ...
Hoje, 24/04/2019
O restauro da igreja da antiga leprosaria de Ka Ho, que vai acolher um centro de actividades, é uma das prioridades do Instituto Cultural (IC) para este ano, no âmbito dos trabalhos de protecção do património. A recuperação das vivendas da Rua Francisco Xavier Pereira, onde vai ser instalada a Casa Memorial Xian Xing Hai, bem como a reparação das muralhas da Fortaleza do Monte, são outros dos grandes projectos de restauro previstos para este ano, adiantou hoje à TDM – Rádio Macau a vice-presidente do IC, Leong Wai Man. Nos últimos anos o Instituto Cultural tem levado a cabo cerca de 40 a 50 trabalhos deste tipo por ano – um número que se deverá manter em 2019. Leong Wai Man, que participou esta manhã no programa Fórum Macau da Ou Mun Tin Toi, estima que o organismo gaste entre 20 a 40 milhões de patacas por ano em trabalhos relacionados com a restauração do património. Sofia Jesus ...
Hoje, 24/04/2019
O Governo renovou por cinco anos a Concessão do Serviço Terrestre de Televisão por Subscrição com a TV Cabo. A decisão é formalizada hoje em Boletim Oficial e produz efeitos desde 22 de Abril. Nas cláusulas que foram acrescentadas ao contrato de concessão é também definido o que acontece caso venha a existir uma concorrente neste ramo de actividade durante o prazo de concessão. Nesse caso, serão atribuídas à TV Cabo, “oficiosamente”, as licenças necessárias, para que a empresa “continue a explorar as actividades”, embora sujeita ao regime de exploração que vigorar nessa altura. O Governo planeia lançar no futuro o regime de convergência dos serviços de televisão, internet e telemóvel. Sofia Jesus ...