Em destaque

22 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.20 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Revista de imprensa de Macau e Hong Kong (Terça-feira)
Terça, 28/07/2015

Casos de polícia e o programa das amas que, afinal, vai deixar de existir – são alguns dos temas na imprensa local. Nos jornais de Hong Kong, olhos postos na bolsa de Xangai e no atentado que ontem matou um funcionário na embaixada chinesa em Mogadishu.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

 

O Ou Mun escreve hoje acerca da alteração das tarifas dos parquímetros – há locais da cidade onde uma hora vai custar seis patacas. O NAPE, a Praia Grande e a Taipa são as zonas onde os parquímetros vão mudar. Noutro destaque, o caso do exibicionista que se despia junto a raparigas jovens.

 

A detenção do homem que também guardava fotografias alegadamente tiradas sem autorização a partes íntimas de mulheres faz a manchete do Va Kio, que traz outros casos de polícia na capa, entre eles o de um homem que conseguiu enganar três lojas de penhores com diamantes falsos.

 

Canal chinês da Rádio Macau

 

A Ou Mun Tin Toi tem estado esta manhã a dar conta do relatório sobre o tráfico humano elaborado pelos Estados Unidos. Outros temas a fazerem a actualidade desta manhã: parte de uma fachada na Avenida Almeida Ribeiro está em perigo de cair, pelo que uma das faixas foi fechada ao trânsito; a deputada Ella Lei quer que se controle na origem o problema do excesso de permanência dos visitantes de Macau.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

 

O Jornal Tribuna de Macau escreve na manchete que “Projecto-piloto do IAS falha por má avaliação”. No destaque com imagem, “Cultura indiana ao ritmo de ‘Bollywood’”.

 

“O voo das patacas”, lê-se no Hoje Macau, acerca da CAM, que “estuda como pagar empréstimo”. No topo da primeira página, “Percurso de melhoras”, a propósito do serviço de táxis.

 

Quanto ao Ponto Final, elege para tema principal da edição as amas comunitárias: “Piloto, mas pouco”. Referência ainda para o caso do homem que foi entregue à polícia de Guangdong. “Tudo como manda a lei?”, questiona o jornal.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

 

O Business Daily escreve na manchete “Guerra dos mundos”, acerca de uma troca de recados entre Lui Che-woo e Sheldon Adelson. O jornal chama ainda a atenção para os preços a que estão a ser oferecidas as viagens para a Coreia do Sul, agora que a síndrome respiratória do Médio Oriente parece ter estabilizado.

 

Já o Macau Post Daily tem como assunto principal a detenção de um alegado exibicionista. O homem tem 46 anos e terá confessado que praticou o crime centenas de vezes. Noutro texto, o aumento das tarifas dos parquímetros – alguns vão custar seis patacas por hora a partir de Setembro.

 

Quanto ao Macau Daily Times, avança que “National Geographic filma documentário sobre cultura local”. Na fotografia da capa, uma imagem dos 78 atletas do território que representam Macau nos Special Olympics de Los Angeles.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

 

O South China Morning Post dá destaque à nova queda acentuada das acções na bolsa de Xangai. A acompanhar uma fotografia de um prédio destruído em Mogadishu, um texto sobre um funcionário da embaixada chinesa na Somália, que morreu num ataque suicida.

 

Este é, de resto, o tema em foco no China Daily: “Embaixada da China atingida no ataque”. Depois, os receios em torno do mercado de acções do país.

 

Por último, o Standard, que tem como notícia principal da edição de hoje a queda das acções em Xangai – caíram ontem 8,5 por cento. Uma chamada à capa também para a situação política de Hong Kong: “Equipa de C.Y. Leung deverá ficar intacta durante o mandato”.