Em destaque

14 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1522 patacas e 1.1278 dólares norte-americanos.

Revista de imprensa de Macau e Hong Kong (Quarta-feira)
Quarta, 22/07/2015

Os principais títulos da imprensa em língua portuguesa referem-se às reacções da condenação em tribunal de dois funcionários da lista que venceu as legislativas de 2013

 

Jornais de Macau em língua chinesa

O Ou Mun conta, esta manhã, que há uma queixa de consumidores por causa de plástico encontrado em alimentos no mercado do Iao Hon.

 

O Va Kio centra a primeira página nas declarações do secretário para as Finanças. Lionel Leong quer reunir, de novo, o Gabinete de Recursos Humanos com a Direcção dos Assuntos Laborais.

 

 

Canal chinês da Rádio Macau

A Ou Mun Tin Toi dedica a emissão desta manhã à presença do novo director dos Serviços de Assuntos de Tráfego para uma conversa com os ouvintes acerca das questões da mobilidade e dos novos projectos deste departamento.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

O Ponto Final fala do caso de corrupção eleitoral de dois funcionários apoiantes da lista de Chan Meng Kam, o mais votado, em 2013. “Perseguidos e mal-amados” é a manchete. O jornal adianta ainda que o governo quer ver votado até ao fim da legislatura o diploma do Fundo de Garantia dos Créditos Laborais.

 

O Hoje Macau também fala do caso de corrupção e titula em manchete: “Cidade da inocência” a propósito da conferência de imprensa de ontem da associação que apoiou Chan Meng Kam e em que foram lançadas acusações de pressão política ao Comissariado Contra a Corrupção.

 

O Jornal Tribuna de Macau também fala do caso na primeira página, mas prefere fazer manchete com um novo livro de patuá, “Parlons nous”, que vai ser publicado, em francês, por um jornalista brasileiro.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

O Macau Daily Times afirma em manchete – “Grupo de Chan Meng Kang diz-se sob perseguição política”. A fotografia da primeira página refere-se à notícia da conclusão do acampamento militar de estudantes locais em Zhuhai.

 

O Macau Post faz chamada à manchete de um caso de uma empregada que colocou fotografias no facebook de jóias roubadas à patroa. O jornal publica a fotografia encapuçada da empregada nas instalações da Polícia Judiciária.

 

O Business Daily publica declarações de Chan Meng Kam sobre o caso dos funcionários corruptos.  Em manchete o jornal diz “Escândalo da compra de votos”. O Business fala ainda do bom desempenho em Las Vegas do mercado VIP de jogo.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

O South China Morning Post refere-se à recomposição governamental em Hong Kong. “Saem dois secretários em remodelação choque”, é assim a manchete do jornal que entrega, ainda, destaque à subida de tom das críticas do Japão à China.

 

O China Daily publica, na primeira, fotografias sobre a onda de calor que está a afectar o planeta e, depois, em manchete surge o novo banco dos países emergentes. “Banco abre para estimular desenvolvimento global”.

 

O Standard dedica a quase totalidade da primeira página a publicidade. Apenas um título ao cimo da capa para dizer “Surpresa com a demissão de dois secretários”.