Em destaque

14 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1522 patacas e 1.1278 dólares norte-americanos.

Duas pessoas foram condenadas a prisão por compra de votos
Sábado, 18/07/2015

Dois elementos da equipa de candidatura de Chan Meng Kam às eleições legislativas de 2013 foram condenados a mais de um ano de prisão. O tribunal deu como provado que subornaram eleitores com oferta de refeições e transporte, em troca de votos.

 

O tribunal condenou um deles a uma pena de prisão de um ano e três meses e outro a um ano e meio, dando os factos como provados. O caso começou quando um funcionário do Comissariado Contra a Corrupção (CCAC) recebeu uma chamada a apelar ao voto na lista 13. A chamada foi feita por uma mulher de apelido Wong, de 67 anos, que recebeu instruções por parte da Associação que apoiava Chan Meng Kam. Sem saber que falava com um membro do CCAC, prometeu refeições, bebidas e transporte, à pessoa a quem ligou e à família, em troca de votos na lista de Chan Meng Kam.

 

Mais tarde, cerca de 10 testemunhas confirmaram a mesma oferta da Associação dos Cidadãos Unidos de Macau, em troca de votos. A associação terá contactado mais de duas mil pessoas.

 

Nestas eleições de há dois anos, a Associação dos Cidadãos Unidos de Macau acabou por ser a grande vencedora. Conseguiu 17 por cento dos votos e elegeu três deputados: o cabeça de lista Chan Meng Kam, e também Si Ka Lon e Song Pek Pei.