Em destaque

19 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.16 patacas e 1.12 dólares norte-americanos.

Wikileaks: Novas tecnologias estão dentro da lei, diz PJ
Sexta, 17/07/2015

Melhorar a capacidade de investigação, acompanhar a evolução das tecnologias, tudo de acordo com a lei. São estes os argumentos no comunicado da Polícia Judiciária (PJ) emitido na sequência da série de e-mails divulgados pelo Wikileaks que mostram esta polícia, além do Comissariado Contra a Corrupção, envolvida na aquisição de tecnologia destinada ao controlo de comunicações na Internet.

 

O comunicado de quatro pontos da PJ recorda que mantém como atribuições a prevenção, investigação criminal e coadjuvação das autoridades judiciais e como se trata de “um órgão de polícia criminal, a PJ tem de melhorar sempre a sua capacidade de investigação”.  

 

Perante a evolução da tecnologia e “ao aumento dos crimes que recorrem aos equipamentos avançados, a PJ tem de conhecer o desenvolvimento” dessas novas técnicas. É aqui que a PJ reafirma que toda a prática de investigação se enquadra dentro da legislação em vigor e que uma eventual intercepção das telecomunicações “é efectuada de acordo com a necessidade de investigação de cada caso e com a autorização prévia do juiz de instrução”.