Em destaque

22 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.20 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Governo tem uma centena de moradias para os funcionários
Terça, 14/07/2015

O director substituto dos Serviços de Administração e Função Pública (SAFP), Eddie Kou, revelou ontem que o Governo tem 110 moradias para distribuir pelos funcionários públicos, em resposta a uma interpelação oral do deputado Leong Veng Chaina Assembleia Legislativa (AL). Por referir ficou a data do próximo concurso público.

 

“Há actualmente cerca de 110 moradias disponíveis para serem atribuídas a funcionários públicos. Contudo, como se trata principalmente de moradias que nos foram devolvidas sucessivamente por parte das instituições de ensino superior durante o ano passado, ainda estão a ser efectuados os trabalhos de inspecção, reparação e manutenção das mesmas. Quando esses trabalhos ficarem completos, daremos imediatamente início aos preparativos de realização do concurso público”, afirmou Eddie Kou, numa sessão na AL dedicada a interpelações orais.

 

As palavras do director substituto dos SAFP desagradaram Leong Veng Chai, que acusa o Governo de desperdiçar moradias com o armazenamento de documentos. “Sei que existem muitas outras fracções que estão agora a ser ocupadas para outras finalidades. Servem, por exemplo, como armazéns de ficheiros, de processos individuais. Parece-me que muitas fracções não foram utilizadas para o efeito de concurso público”, sustentou, lembrando ainda “o pessoal militarizado”, que tem um “trabalho bastante árduo”, e já “deixou de ter direito à aposentação”.

 

Respondendo a esta crítica, Eddie Kou disse apenas que faltam terrenos disponíveis para construção de habitação para os funcionários públicos, sublinhando a necessidade de se fazer “uma ponderação geral” da política de atribuição de residências que terá em consideração “as necessidades de habitação na sociedade, as alterações da renda no mercado e a situação financeira do Governo”.