Em destaque

22 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.20 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Revista de imprensa de Macau e Hong Kong (Terça-feira)
Terça, 14/07/2015

A possibilidade do Governo permitir a construção de casinos em Coloane domina as primeiras páginas dos jornais em língua portuguesa.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

O jornal Ou Mun dedica a primeira página à entrada em vigor da limitação de transporte de 19 cigarros por indivíduo na entrada em Macau. O jornal fala das taxas e multas aos infractores.

 

Do mesmo assunto se ocupa o Va Kio.  Na edição desta manhã pode ler-se nas gordas que as multas para os infractores podem chegar às cem mil patacas. O jornal cita ainda as autoridades que admitem um vai-vem de gente nas fronteiras terrestres para contornar a proibição dos 19 cigarros por pessoa.

 

Canal chinês da Rádio Macau

O Ou Mun Tin Toi tem estado ao longo da emissão desta manhã a falar sobre tabaco. A Rádio afina pelo diapasão dos jornais chineses e tem estado a debater com os ouvintes as limitações ao tabagismo em Macau.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

O Hoje Macau puxa para manchete a questão dos casinos em Coloane. “Interdito a Casinos” é o título. O secretário da Economia mostrou-se aberto a mudar a lei, ontem, na Assembleia Legislativa. No mais, o jornal faz ainda referência ao ciclo de cinema português na Fundação Oriente.

 

Quanto ao Ponto Final, a manchete refere-se ao mesmo tema – “Casinos: Coloane não está imune”, afirma o jornal que publica ainda uma reportagem sobre os 40 anos de São Tomé e Príncipe que se assinalaram no domingo. “Os vícios de uma democracia à procura de rumo”.

 

Já o Jornal Tribuna de Macau sobre o mesmo assunto diz em manchete que “Sobre casinos em Coloane Lionel Leong disse nim”. Na mesma página, uma fotografia ilustra a aposta de instituições de ensino superior na língua portuguesa. “Universidade de Macau e de São José coincidem em curso de português”.

 

 Jornais de Macau em língua inglesa

O Macau Daily Times surge na primeira página com uma fotografia a dois terços de Alexis Tsipras para falar do acordo com a Grécia. “Acordo da Grécia com credores evita saída do euro”, diz o jornal. A manchete é de economia. “Acções sobem depois da possibilidade dos casinos voltarem a ter salas de fumo”.

 

O Macau Post fala de casinos em Coloane. “Governo espera manter Coloane sem casinos – se a população quiser”, é a manchete na primeira onde também surgem os progressos nas conversações do nuclear entre estados Unidos e Irão.

 

No Business Daily a pergunta na capa – “Casinos em Coloane?” para resumir a possível revisão da lei sobre o assunto. Na primeira do jornal salmão – “Governo admite rever salário mínimo para a mão-de -obra exterior da construção civil”.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

Três faces na primeira página do South China Morning Post. Tspiras, Merkel e Juncker para uma manchete – “Tsipras assina duro acordo em troca de resgate”. Na página ainda as declarações de Cy Leung. O chefe do Executivo da RAEHK afirma: “Pequim está muito satisfeito comigo”.

 

O The Standard puxa para manchete um problema de saúde pública. “Bactéria de legionária detectada em canalizações”.

 

O China Daily surge com uma fotografia sobre a água. “Governo cria task force para solucionar problema da água”, conta o jornal. “Crise grega pode abrir a porta à China”, diz ainda outro título de primeira. O jornal cita ainda o primeiro-ministro chinês Li Keqiang que afirma que a economia está a retomar forças.