Em destaque

21 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.21 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Conselho do Património: Defendida demolição do Hotel Estoril
Quarta, 08/07/2015

Três membros do Conselho do Património Cultural sugerem a demolição do antigo Hotel Estoril. Entre os defensores da medida está Tommy Lau, deputado eleito pela via indirecta e representante do sector da construção civil na Assembleia Legislativa.

 

“Acho que [a requalificação do edifício] vai ser muito difícil. Temos de partir sempre do ponto de vista de aproveitar bem os recursos de solos e coordenar com as zonas em redor. Na minha opinião, acho melhor demolir e, depois, construir”, disse Tommy Lau, esta tarde, durante uma reunião do Conselho do Património Cultural, que contou com a presença de poucos membros.

 

Outros dois membros expressaram a mesma opinião. No entanto, ressalvaram a necessidade de o Governo efectuar mais estudos sobre o valor arquitectónico do antigo Hotel Estoril.

 

O presidente do Instituto Cultural, Guilherme Ung Vai Meng, garante que não há qualquer decisão sobre as duas possibilidades em cima da mesa: renovar o actual edifício ou construir um novo de raiz. O responsável aponta que a única prioridade do Executivo é ouvir a opinião pública.

 

“Um processo de intercâmbio entre o Governo e os cidadãos também é importante. Se damos um desfecho fixo, se calhar não há oportunidade para trocar ideias”, salientou Guilherme Ung Vai Meng, no final da reunião.

 

Um prazo para o anúncio de uma decisão também não está definido. Em Abril, o secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, Alexis Tam, referiu que o projecto para o antigo Hotel Estoril deve ficar concluída em “cinco ou seis anos”.