Em destaque

19 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.16 patacas e 1.12 dólares norte-americanos.

Deputados com dúvidas sobre cursos de associados
Quarta, 08/07/2015

A Assembleia Legislativa esteve hoje a analisar o regime do ensino superior, com destaque para a introdução dos cursos de associados, uma opção que ainda não está prevista em Macau e que servirá para ajustar os currículos locais às práticas internacionais.

 

Os novos cursos têm a duração de dois anos, antes da licenciatura propriamente dita. Neste momento existe uma entidade – o Instituto Milénio – que oferece já esta alternativa curricular mas, com o novo regime do ensino superior, a ideia é definir a criação e funcionamento destes cursos.

 

Sou Chio Fai encontra várias vantagens nesta opção: a mobilidade de estudantes e a possibilidade de quem já trabalha obter um diploma, sem passar quatro anos numa universidade. De acordo com o coordenador do Gabinete de Acesso ao Ensino Superior, os deputados apresentaram algumas dúvidas e opiniões – quiseram, por exemplo, saber da experiência de outros países.

 

Ao contrário do que é normal, o presidente da 2ª comissão permanente da Assembleia Legislativa não fez a habitual conferência de imprensa. Depois de quase três horas à espera do final da reunião, os jornalistas não tiveram oportunidade de falar com Chan Chak Mo, que não quis aguardar que os órgãos de comunicação social acabassem de entrevistar Sou Chio Fai. Limitou-se a dizer que as questões desta reunião vão ser abordadas na próxima – declarações do deputado a caminho do elevador.