Em destaque

18 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.20602 patacas e 1.1314 dólares norte-americanos.

Secretário: Obras Públicas com menos serviços este ano
Terça, 30/06/2015

Se tudo correr como previsto, as Obras Públicas vão acabar o ano com menos três serviços – de 15, passam para 12. A reestruturação levada a cabo por Raimundo do Rosário não inclui, para já, o Gabinete para o Desenvolvimento de Infra-estruturas (GDI).

 

“A este gabinete não vai acontecer nada este ano. Como primeiro passo da reestruturação dos serviços, este ano, a Comissão para a Segurança dos Combustíveis e o Conselho da Ciência e Tecnologia vão sair desta tutela. A Direcção dos Serviços de Regulação das Telecomunicações vai voltar outra vez para os Correios. Portanto, se tudo correr bem, no fim deste ano, esta tutela, em vez de ter 15 serviços, terá 12”, explicou o secretário para os Transportes e Obras Públicas.

 

Raimundo do Rosário falava à margem da tomada de posse do novo coordenador do Gabinete para o Desenvolvimento de Infra-estruturas. Chau Vai Man já ocupava o cargo em regime de substituição desde Novembro do ano passado, altura em que Chan Hon Kit, o então responsável pelo GDI, ficou doente.

 

No discurso da tomada de posse, Raimundo do Rosário reconheceu que o GDI é uma estrutura que “não foi desenhada para o volume de trabalho” que tem actualmente. O gabinete lida neste momento com 40 projectos. Um deles é a habitação pública em Mong Ha, um projecto problemático. O novo coordenador do gabinete diz que se está a tentar resolver o assunto de uma forma pacífica mas, se não for possível, a única solução é ir para tribunal.

 

Chau Vai Man falou ainda dos atrasos na zona A dos novos aterros. O coordenador espera que o problema – a falta de areia – seja resolvido em breve. Já estão a ser feitos contactos com a China Continental nesse sentido.