Em destaque

22 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.20 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Eleição de Le Pen ameaça com “ruptura da União Europeia”
Sábado, 06/06/2015

Há uma forte possibilidade de o projecto europeu terminar caso Marine Le Pen seja eleita para liderar um Governo em França. A leitura é de Viriato Soromenho-Marques, da Universidade de Lisboa. O professor de Filosofia justificou a posição no Rádio Macau Entrevista com as políticas defendidas pla Frente Nacional.

 

De acordo com o académico, “dificilmente não teremos a ‘débâcle’, a ruptura da própria União Europeia, não apenas da zona euro com Marine Le Pen em Paris. Porque Marine Le Pen, que é uma mulher inteligente, uma grande comunicadora política, com uma grande sensibilidade para os problemas da sociedade francesa e opinão dos franceses, tem vindo a defender claramente uma política de saída da França da zona Euro. Ou seja, o regresso ao franco francês”.

 

O professor Viriato Soromenho-Marques defende que a fragmentação da União Europeia seria um desastre na Europa, mas também a nível mundial: “Os europeus serão capazes de dar os passos necessários para fortelecer este edíficio frágil que é a União Europeia e, em particular, a zona euro, desde que os seus dirigentes tenham honestidade intelectual de lhes dizer o que é que aconteceria se a União Europeia e a zona euro acabassem. A fragmentação da União Europeia e da zona euro seria absolutamente um desastre, não apenas para a Europa, mas um desastre de natureza mundial”.

 

O professor entende que o fim da Europa teria igualmente repercussões na China e nos Estados Unidos por causa dos interesses que estes países têm no Velho Continente.