Em destaque

22 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.20 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Revista de imprensa de Macau e Hong Kong (Quinta-feira)
Quinta, 04/06/2015

As medidas em torno da síndrome respiratória do Médio Oriente é um assunto que está presente em vários jornais locais. Quanto à imprensa de Hong Kong, dá grande destaque ao naufrágio no rio Yangtze.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

 

O Ou Mun explica que passa a ser obrigatório o uso de máscaras quando se recorre aos serviços de urgência. São as novas medidas de prevenção adoptadas pelos Serviços de Saúde em relação à síndrome respiratória do Médio Oriente. Já está preparado um espaço para isolamento na Pousada da Juventude de Hac Sa e numa enfermaria do Centro Hospitalar Conde de São Januário.

 

No Va Kio, o mesmo tema, mas com outra abordagem: o jornal refere que os Serviços de Saúde continuam a tentar encontrar o homem que viajou no mesmo voo que um sul-coreano infectado com síndrome respiratória do Médio Oriente.

 

Canal chinês da Rádio Macau

 

A emissora conta que a polícia em Pequim impediu os jornalistas de entrarem na Praça de Tiananmen – faz hoje 26 anos que aconteceu o massacre. Na actualidade local, a Ou Mun Tin Toi dá conta de uma interpelação escrita de Ella Lei, que quer saber se vai haver ou não uma revisão global das políticas de fixação de residência.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

 

“Só nos dois é que sabemos”, escreve o Hoje Macau nas parangonas, para uma fotografia de Pereira Coutinho e de Rita Santos – não deverão ter concorrentes nas eleições para o Conselho das Comunidades Portuguesas. Noutras chamadas, “Cursos para notários podem abrir em Macau” e “Ministro da Guiné-Bissau assina acordos em Macau”.

 

“Jovens desafiados a reflectir sobre identidade macaense”, lê-se no Jornal Tribuna de Macau a propósito de uma iniciativa da Associação dos Macaenses. No destaque fotográfico, “Calçada inspira livro e documentário”.

 

O Ponto Final diz na manchete que “Fumar mata. E divide”. Chamada também para uma entrevista a Viriato Soromenho-Marques, com o título: “Uma união latina para contrariar a hegemonia alemã”.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

 

O Macau Daily Times escreve que “máscaras são obrigatórias em serviços de emergência públicos”. No destaque com fotografia, chamada para uma entrevista a Viriato Soromenho-Marques, que defende que “A União Europeia precisa de uma reforma estrutural”.

 

O Macau Post Daily opta por ocupar parte da primeira página com a síndrome respiratória do Médio Oriente: o Governo considera que a hipótese de haver um surto em Macau é pequena. O resto da capa é ocupado com uma notícia sobre o naufrágio no Yangtze: “Equipas de resgate cortam casco à procura de sobreviventes”.

 

O Business Daily escreve hoje sobre a publicidade ao jogo. Noutros destaques, o fraco impacto da descida dos impostos sobre os produtos importados da China e o pessimismo da JL Warren em relação a Macau.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

 

O South China Morning Post escreve nas gordas que “está a desaparecer a esperança de encontrar vivas as 400 pessoas desaparecidas”, um título acerca do naufrágio no rio Yangtze. Noutro texto, a crise da FIFA: “Blatter desiste, mas as investigações nem por isso”.

 

O naufrágio no rio Yangtze está em foco na edição de hoje do Standard, que conta que “a esperança se está a transformar em raiva”. Nota ainda para a vigilância em relação à síndrome respiratória do Médio Oriente, numa altura em que Seul teme mais casos.

 

No China Daily lê-se que “equipas de resgate cortam casco do navio” – ontem à noite, apenas 14 das 456 pessoas a bordo tinham sido encontradas com vida. Destaque também na capa para as declarações do magnata Li Ka-shing, que avisa que “bloquear a reforma política vai prejudicar a economia” de Hong Kong.