Em destaque

22 de Março 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.2311 patacas e 1.1378 dólares norte-americanos.

PME vão ter flexibilização na política de contratação de TNR
Segunda, 30/03/2015

O secretário para a Economia e Finanças considera que as Pequenas e Médias Empresas (PME) têm um papel relevante para manter as características de Macau. No debate sectorial das Linhas de Acção Governativa ressalvou, no entanto, que as PME têm um défice de capacidade competitiva.

 

De acordo com o secretário, as PME sofrem com a falta de recursos humanos e, por isso, passarão a ter mais flexibilidade, através da “aceleração dos procedimentos respeitantes ao tratamento dos pedidos de contratação de trabalhadores não residentes formulados por empresas de micro, pequena e média dimensão”.

 

Para este ano, o Governo promete ainda a isenção das taxas de emissão ou renovação de licenças à exploração industrial, de modo a reduzir os custos operacionais dos respectivos operadores.

 

Na área dos recursos humanos, Lionel leong destaca os incentivos para acções de formação, estando previsto o lançamento, no primeiro semestre, de um inquérito junto de trabalhadores residentes da indústria do jogo sem formação superior. Também no sector do jogo, o secretário garante que irá manter a política de crescimento de três por cento no número de mesas.

 

Lionel Leong quer, por outro lado, aproveitar as oportunidades que se abrem com a Rota da Seda - o plano de investimentos da China. “Iremos aproveitar efectivamente as vantagens de Macau, valorizando plenamente as funções assumidas por diversos sectores sociais para estreitar os laços de cooperação e de intercâmbio económico e comercial com os países e regiões situados ao longo da Faixa e da Rota”, disse, perante os deputados, na Assembleia Legislativa.