Em destaque

21 de Março 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.2742 patacas e 1.1424 dólares norte-americanos.

LAG: Governo negoceia com empresas promoções dos residentes
Terça, 24/03/2015

Chui Sai On deixou hoje na Assembleia Legislativa a garantia de que a importação de mão-de-obra serve apenas para suprir as necessidades com que Macau se depara. O Chefe do Executivo respondia assim às preocupações manifestadas pelas deputadas Ella Lei e Kwan Tsui Hang, que insistem que a contratação de trabalhadores não residentes tem consequências negativas para as condições laborais dos recursos humanos locais.

 

O líder do Governo reiterou que as regras para a contratação de não residentes vão ser revistas e anunciou que o Executivo está já a interceder junto das grandes empresas para que os residentes tenham oportunidades de progressão na carreira. “O secretário [Lionel] Leong já está a negociar com as grandes empresas. Para alguns lugares de gestão, temos de ver se é possível então serem ocupados pelos trabalhadores locais após algumas acções de aperfeiçoamento. Estamos a negociar de modo a que esses lugares sejam, tanto quanto possível, ocupados pelos locais”, afirmou. “Não tenho ainda uma resposta certa quanto a isto... Alguns trabalhadores não residentes, depois de passados alguns anos, podem passar a ser residentes. Então essas pessoas continuam a ser consideradas como não residentes? É uma questão que tem de ser reflectida.”

 

Ainda em relação ao mercado de trabalho, e apesar da nova fase que Macau vive, o Chefe do Executivo diz acreditar que a taxa de desemprego vai manter-se baixa.