Em destaque

22 de Março 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.2311 patacas e 1.1378 dólares norte-americanos.

Revista de imprensa de Macau e Hong Kong (Terça-feira)
Terça, 24/03/2015

A apresentação das Linhas de Acção Governativa e o desaparecimento de Lee Kuan Yew – são os grandes temas em foco nas edições desta terça-feira.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

 

O Ou Mun dá natural destaque às Linhas de Acção Governativa ontem apresentadas – de todos os temas abordados por Chui Sai On, referência na capa para os terrenos concedidos que não foram aproveitados e para o subsídio para os idosos, que vai ser aumentado para 7500 patacas.

 

O Va Kio cita também o líder do Governo, que se mostrou confiante na possibilidade de se concretizar uma diversificação adequada da economia e prometeu uma melhor gestão do trânsito. O jornal dá conta também das declarações de Chui Sai On acerca dos vistos individuais – o Chefe do Executivo recordou que se trata de uma política implementada depois da crise de 2003, que deverá ser agora revista.

 

Canal chinês da Rádio Macau

 

A Ou Mun Tin Toi explica que os dez alunos da Escola das Nações internados no hospital por causa de uma intoxicação com monóxido de carbono tinham estado ontem à tarde numa visita a uma padaria.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

 

“LAG pouco concretas”, escreve o Jornal Tribuna de Macau num título a acompanhar uma fotografia de Chui Sai On. Na manchete, “USJ lança curso de Verão de Português”.

 

O Ponto Final também escolhe para destaque com imagem as Linhas de Acção Governativa, com o título: “Governo admite criar órgãos municipais”. Referência também para as contas públicas: “Previsão do saldo orçamental para 2015 encolhe 63,7 por cento”.

 

O Hoje Macau publica uma fotografia da conferência de imprensa de ontem que se seguiu à apresentação dos planos do Executivo para este ano, “Chui mínimo”, lê-se nas parangonas. Noutro destaque, a entrevista a António Victorino d’Almeida – “Não creio de que haja em Portugal grandes nomes na música pop”.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

 

O Macau Daily Times faz manchete com as Linhas de Acção Governativa: “Diversificação vista como modo de evitar declínio do jogo”. Mais abaixo na página, uma grande fotografia alusiva ao desaparecimento do fundador de Singapura – “Lee Kuan Ywe, responsável pela transformação de Singapura, morre aos 91 anos de idade”, titula o jornal.

 

O Business Daily puxa para destaque a intervenção de Chui Sai On ontem na Assembleia Legislativa. O jornal faz referência ao facto de o Chefe do Executivo ter apresentado um conjunto de temas variados – um discurso que não convenceu os deputados.

 

No Macau Post Daily também se vê uma fotografia do líder do Governo, para o título “Chui promete fazer de Macau uma cidade habitável”. O jornal dá espaço ainda às condolências enviadas pelo Chefe do Executivo ao filho de Lee Kwan Yee, o desaparecido fundador de Singapura.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

 

O South China Morning Post dedica grande parte da capa ao obituário de Lee Kuan Yew, com uma fotografia a preto e branco do fundador de Singapura. O resto da primeira página faz-se com uma notícia sobre uma empregada doméstica de Hong Kong, natural da Indonésia, que desapareceu para se juntar ao Estado Islâmico – foi pelo menos isso que disse a uma amiga.

 

O China Daily também dá grande destaque à morte de Lee Kuan Yew e à homenagem que lhe está a ser feita em Singapura. Outro tema em foco: Pequim dá as boas-vindas aos países interessados em fazerem parte do Banco Asiático para o Desenvolvimento de Infra-estruturas.

 

O Standard traz como tema principal da edição de hoje o desaparecimento de Lee Kuan Yew, com três páginas sobre o assunto.