Em destaque

22 de Março 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.2311 patacas e 1.1378 dólares norte-americanos.

Turismo: “Macau e Hong Kong atingiram limite da capacidade”
Quarta, 11/03/2015

Macau e Hong Kong chegaram ao limite da capacidade de receber turistas, segundo o director do Gabinete para os Assuntos de Hong Kong e Macau do Conselho do Estado. Em declarações ao jornal Southern Metropolis Daily desta quarta-feira, Zhou Bo afirmou que “a capacidade turística de Macau e Hong Kong atingiu o ponto de saturação” e que, em breve, serão feitos ajustamentos à política de concessão de vistos individuais.

 

Nestas declarações, chamadas à atenção pelo South China Morning Post, o responsável do Governo Central explica que a situação de limite é “demonstrada nos estudos conduzidos pelos governos das duas regiões”.

 

De acordo com Zhou Bo, “não surpreende que tenham surgido certos problemas”.

 

Sem especificar quando haverá alterações ao esquema de vistos individuais, o governante afirmou que a política será alvo de mudanças brevemente por forma a “melhorar a situação” na antiga colónia britânica.

 

O responsável explicou que os ajustamentos dão resposta às preocupações levantadas pelo chefe do Executivo CY Leung e foram concebidos para que “a política seja melhor adequada à situação geral de Hong Kong”.

 

O território vizinho tem sido palco de protestos contra visitantes da China acusados de fazerem comércio paralelo e têm sido comuns as cenas de violência.

 

Mais pacífica tem sido a situação em Macau, mas nem por isso se ouvem menos queixas e o secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, Alexis Tam, já defendeu que é preciso controlar o número de visitantes. O governante disse que, até Maio, seria entregue a Pequim uma proposta nesse sentido.