Em destaque

22 de Março 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.2311 patacas e 1.1378 dólares norte-americanos.

Union Pay: Transacções ilegais somam 260 milhões este ano
Terça, 03/03/2015

A Polícia Judiciária (PJ) detectou, este ano, cinco casos de transacções ilegais com recurso a terminais portáteis da Union Pay International em Macau, envolvendo 260 milhões de patacas. O valor corresponde a um terço do total registado no ano passado, segundo os dados da PJ avançados à Agência Lusa.

 

Em 2014, foram registados 47 casos de transacções ilegais, estimadas em 784 milhões de patacas.

 

Os casos envolvem 124 suspeitos, sendo que a maioria é da China. Estiveram ainda envolvidos 20 cidadaos de Macau, três de Hong Kong e um de Taiwan. A maioria dos casos destas transacções ilegais envolve casinos, ocorreu em ruas próximas a estes ou em quartos de hotel dos espaços de jogo, escreve a Lusa.

 

A PJ adiantou à Agência Lusa, que desde o ano passado, foram apreendidas 79 máquinas que permitem estas transacções ilegais.

 

Estas actividades causaram, em 2014, prejuízos para a Union Pay International de 1,56 milhões de patacas. Já este ano as perdas estão estimadas em 520 mil patacas.

 

As transacções são consideradas ilegais porque são feitas com recurso a máquinas da Union Pay China ou outras fornecidas por terceiros, o que faz com que a Union Pay International não receba a percentagem a que tem direito por a transacção ter sido realizada fora da China.

 

Em Julho do ano passado, a Autoridade Monetária de Macau ordenou que fossem retiradas as máquinas de pagamento da ‘China Union Pay’ e o cancelamento das facilidades de levantamento de dinheiro nas joalharias no interior dos casinos devido a transacções ilegais.