Em destaque

14 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1522 patacas e 1.1278 dólares norte-americanos.

Revista de Imprensa de Macau e Hong Kong (Sexta-feira)
Sexta, 30/01/2015

O fim do fumo do tabaco nos casinos de Macau é hoje o tema central nos jornais de Macau. Quanto à imprensa de Hong Kong puxa para destaque o desaparecimento do voo MH370 da Malasya Airlines que foi considerado um acidente.

  

Jornais de Macau em língua chinesa

O Ou Mun dá conta das novas medidas para reduzir os tempos de espera em consultas e em serviços de urgências. O Governo, acrescenta ainda o jornal, atribui também um subsídio a residentes que já têm acesso a cuidados de saúde gratuitos para utilizarem os serviços do Hospital Kiang Wu ou instituições médicas sem fins lucrativos.

 

O Va Kio escreve hoje que a Universidade de Macau vai investigar o alegado caso de assédio sexual e Alexis Tam quer um tratamento justo nestes casos. Outro tema abordado hoje é a nova aplicação para telemóveis dos Serviços de Saúde, para facilitar o encaminhamento de utentes nas instituições médicas.

 

Canal Chinês da Rádio Macau

O Canal Chinês da Rádio Macau destaca as pretensões do deputado Leong Veng Chai que espera aumentos dos benefícios para os guardas prisionais para atrair mais pessoas para a profissão. Em foco ainda a habitação social do Fai Chi Kei que vai ter um lar para pessoas com deficiência intelectual.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

“Macau como ponte ‘não está a funcionar’” entende a deputada Melinda Chan, em entrevista ao Plataforma Macau. O semanário dá ainda conta que “estudo urbanístico vai comparar Macau e São Paulo”.

 

Na capa d’O Clarim está Jesus Estanislao, ex-ministro das Finanças na presidência de Corazon Aquino, que afirma “Jogo não é bom para Manila”. O jornal puxa para outro destaque o Estado Islâmico e escreve “Ameaça fugaz, problema duradouro”.

 

“Na linha da frente” lê-se na primeira do Hoje Macau. Quando se discute o Regime de Credenciação dos assistentes sociais, as representantes da Associação Comunitária Kai Fong e profissionais da área falam ao jornal sobre as necessidades no sector. Noutra chamada de capa poder ler-se “Saúde: idas ao privado com ajuda pública”.

 

O Jornal Tribuna de Macau titula “Governo elimina fumo nos casinos”. A decisão foi ontem anunciada pelo Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, Alexis Tam, que notou ser “injusto para os trabalhadores do jogo” que os casinos sejam o único espaço fechado a permitir cigarros. No destaque fotográfico “Bairro velho torna-se novo”.

 

O Ponto Final avança que “Operadoras contestam interdição total de fumo nos casinos”. Alexis Tam anunciou ontem que a lei anti-tabaco vai ser revista para proibir totalmente o fumo em espaços interiores – ou seja, também nas salas VIP dos casinos. As concessionárias de jogo querem preservar áreas para fumadores. O jornal adianta noutro título “Multas foram mais avultadas para estaleiros incumpridores em 2014”.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

O jornal Macau Daily Times diz “É oficial: Governo anuncia a proibição total de fumar em casinos.” Noutra chamada de capa lê-se “Receitas da Las Vegas Sands sobem 25 por cento em 2014”.

 

“Livre de fumo: Secretário põe as suas cartas na mesa” titula o Business Daily. O secretário para os Assuntos Sociais e Cultura anunciou a intenção de acabar com o tabaco nos casinos. O jornal dá ainda conta das receitas da Sands China que caíram nos últimos três meses do ano passado.  

 

O Macau Post Daily puxa para manchete as intenções do Governo de avançar com a proibição total do tabaco nos casinos. “A proposta vai ser submetida à Assembleia Legislativa no primeiro semestre: [Alexis] Tam”, lê-se em subtítulo. Em foco ainda o corredor só para autocarros entre a Barra e o Fai Chi Kei “pronto em Agosto”.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

O South China Morning Post conta que “desaparecimento do voo MH370 considerado oficialmente um acidente”. Ainda o caso da Alibaba, o gigante do comércio electrónico na China, que ameaça avançar com uma queixa contra o Taobao. 

 

“Alcançado veredicto sobre MH370” titula o China Daily. As autoridades declaram desaparecimento do avião da Malasya Airlines um acidente. O jornal oficial conta também que 200 funcionários do Exército de Libertação Popular foram punidos.