Em destaque

18 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.20602 patacas e 1.1314 dólares norte-americanos.

Pequim quer Macau a contribuir para segurança da China
Quarta, 28/01/2015

O Governo Central quer que as autoridades de Macau “contribuam para a segurança da China” e também que garantam a “estabilidade e a prosperidade” do território “a longo prazo”. Foi a mensagem que Wong Sio Chak ouviu em Pequim da parte do chefe da segurança chinês.

 

Meng Jianzhu, que lidera a Comissão para os Assuntros Políticos e Legais do Partido Comunista Chinês, fez o apelo ao secretário para a Segurança num encontro em Pequim.

 

De acordo com a Xinhua, o responsável chinês elogiou o “bom estado da segurança” de Macau, sinal da “sabedoria e da força das autoridades”.

 

Por seu turno, Wong Sio Chak disse que iria cumprir as funções com “responsabilidade” e “cumprimento do dever”.

 

O secretário para a Segurança viajou na segunda-feira para Pequim e regressou hoje a Macau, apurou a Rádio Macau junto do gabinete de Wong Sio Chak, que, no entanto, não revelou mais pormenores sobre esta visita.