Em destaque

14 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1522 patacas e 1.1278 dólares norte-americanos.

Consulado: Novo site com marcações de emissão de documentos
Quinta, 15/01/2015

As filas à porta do Consulado Geral de Portugal em Macau para a obtenção de senhas de marcação têm os dias contados: deixam de ser entregues no dia 2 de Fevereiro. A partir de hoje, quem quiser renovar o passaporte ou o cartão do cidadão tem ao dispor um serviço electrónico no novo site da representação diplomática.

 

O objectivo, explica o cônsul-geral, é acabar com um “problema grave” e que se arrasta há demasiado tempo, “as filas que todas as manhãs as pessoas formam para serem atendidas”. “Esta plataforma vem justamente no sentido de combater essas filas. No remanso do seu lar, a pessoa entra na nossa nova página web e faz uma marcação electrónica de uma forma muito simples, em www.cgportugal.org.”

 

Os utilizadores, refere Vítor Sereno, têm de se inscrever no site e podem escolher, com uma antecedência de 15 dias, a data e a hora a que querem ser atendidos. “Neste momento, temos marcações até Maio, que continuarão, mas a partir de hoje as pessoas podem começar a marcar a 15 dias.”

 

Depois de feito o registo no site, os utilizadores recebem um comprovativo via correio electrónico e um sms a confirmar a marcação, sendo que voltam a receber uma nova mensagem 24 horas antes da data da marcação. Se facultarem os dados do passaporte, os utilizadores têm uma ajuda adicional para a renovação do documento de viagem. “Aqui na Ásia há muitas companhias aéreas que não deixam viajar por causa dos seis meses de validade do passaporte. Este novo sistema que implementámos vai avisar cada um dos cidadãos portugueses registados nesta plataforma que o passaporte está a caducar, a 180 dias do limite do prazo”, salienta.

 

A nova plataforma, com versões em português e em chinês, permite ainda marcações urgentes – acaba assim o serviço semelhante que até agora tem estado a funcionar na página de Facebook do consulado.

 

Os cidadãos com dificuldades de acesso às novas tecnologias e que não consigam fazer a marcação no site podem dirigir-se ao consulado e pedir apoio, diz ainda Vítor Sereno. O cônsul apela também ao apoio das associações de matriz portuguesa para a divulgação da plataforma e ajuda aos associados que não se sintam confortáveis com esta novidade electrónica.

 

O novo serviço foi apresentado hoje na presença do secretário de Estado das Comunidades Portuguesas. O trabalho do consulado tem vindo a aumentar, destacou José Cesário, que deixou alguns números: no espaço de três anos, comparando o primeiro semestre de 2011 com o mesmo período de 2014, registou-se um aumento de 146 por cento na emissão de passaportes, para 6456. O mesmo aconteceu com os cartões de cidadão – foram emitidos mais 52 por cento, num total de 12.012.