Em destaque

18 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.20602 patacas e 1.1314 dólares norte-americanos.

Raimundo do Rosário pede “um bocadinho de paciência”
Quinta, 15/01/2015

Tempo e paciência. É o que o secretário para os Transportes e Obras Públicas continua a pedir. Raimundo do Rosário diz que, até à apresentação das Linhas de Acção Governativa, em Março, não há novidades a anunciar. E isso aplica-se também à questão da habitação: “[É preciso] terem um bocadinho de paciência que vêm aí as Linhas de Acção Governativa e, certamente, nessa altura, alguma coisa será anunciada. [Sobre a habitação] ainda não sabemos. Vou ver agora com os nossos colegas aqui do Instituto de Habitação. Como sabem, não há muitos terrenos disponíveis, mas faremos o possível para melhorar a situação”.

 

Nestas declarações aos jornalistas, no final da tomada de posse de Ieong Kam Wa como presidente do Instituto de Habitação (IH), Raimundo do Rosário disse também que, nos serviços que tutela, as eventuais mudanças de chefia só acontecerão depois dos prazos das comissões de serviço. É preciso esperar para ver, diz o secretário: “No regime da função pública, as pessoas estão nomeadas por um determinado período, de um ano ou dois. Respeitarei esse período. E como o próprio regime da função pública prevê, nos 60 dias que antecedem o fim de cada comissão, de qualquer dirigente e qualquer chefia, será avaliada a situação, quer da minha parte, quer da parte do próprio sobre a continuação ou não dessas pessoas”.

 

Ieong Kam Wa, até aqui presidente-substituto do IH, tomou hoje posse como o líder do organismo responsável pela atribuição de habitações públicas.

 

Ieong Kam Wa prometeu tratar de acordo com a lei todos os processos de candidatura a habitações sociais e económicas, e concluir os trabalhos de revisão do regime de habitações públicas: “Habitação para todos é o objectivo da política de habitação do Governo. O IH continuará a prosseguir o principal objectivo de apoiar os agregados familiares de baixo rendimento a fim de ajudá-los a resolver as necessidades habitacionais, de acordo com as necessidades concretas e os recursos disponíveis de habitação pública, desempenhando cabalmente as funções de atribuição e de administração de acordo com a lei. Actualmente, o IH está a proceder ao tratamento das candidaturas de forma concentrada, relativamente aos três concursos de habitação pública realizados no ano 2013. Simultaneamente, está a acompanhar os trabalhos de revisão e de alteração do regime de habitação pública”.