Em destaque

21 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.21 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Revista de imprensa de Macau e Hong Kong (Terça-feira)
Terça, 25/11/2014

A imprensa chinesa de Macau continua a fazer eco da decisão do Governo de aumentar as tarifas dos táxis já a partir de Dezembro. Em Hong Kong os temas fortes são da remoção de barricadas em Mong Kok e também, no China Daily, às intenções da China e da Índia investirem numa linha de comboio de alta velocidade.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

 

O Va Kio escreve que as tarifas do serviço de táxis sobem já a partir de 14 de Dezembro. O anúncio foi publicado ontem em Boletim Oficial e estabelece em 17 patacas o valor da bandeirada.

 

O Ou Mun conta que a bandeirada dos táxis passa de 15 para 17 patacas. A medida entra em vigor, segundo despacho do Boletim Oficial, a 14 de Dezembro.

 

Canal chinês da Rádio Macau

 

Na Ou Mun Tin Toi também se fala ainda dos aumentos da bandeirada no serviço de táxis. A emissora continua a fazer eco do aumento de 15 para 17 patacas.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

 

O Jornal Tribuna de Macau titula “Chuvas em Macau são quase todas ácidas”. Dados dos Serviços Meteorológicos e Geofísicos indicam que, até Outubro deste ano, 85 por cento da precipitação foi classificada como ácida, valores considerados muito preocupantes pela Sociedade de Ecologia. No destaque fotográfico, o acidente com um autocarro da Nova Era que, explica o jornal, provocou três feridos.

 

“A reforma pode esperar”, lê-se na capa do Hoje Macau. Ng Kuok Cheong e Au Kam San pediram, ontem, o arranque da consulta pública para a reforma política, mas deputados nomeados e indirectos fizeram questão de lembrar que primeiro estão os problemas sociais do território. No topo da página, o jornal escreve “Amamentação no seio da questão”.

 

O Ponto Final diz em manchete que “Governo quer mais projectos dispensados de consulta”. As Obras Públicas falam em simplificar processos no Conselho de Planeamento Urbanístico e prevêem que até um quinto dos projectos deixe de ir a discussão pública. Noutro titulo de primeira página lê-se “Fronteiras - Ponte Flor de Lótus não atrai agentes de transporte turístico”.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

 

“Aumento das tarifas de táxis começa a 14 de Dezembro”, titula o Macau Post Daily. O jornal adianta que o valor da bandeirada sobe 13 por cento para as 17 patacas. Em foco também o caso do antigo primeiro-ministro português, José Sócrates, que ontem foi de novo presente ao juiz de instrução criminal.

 

O Business Daily dá hoje conta do optimismo do sector do retalho para o quarto trimestre. São os resultados do inquérito ao volume de negócios no comércio a retalho. O jornal económico escreve também que o número de visitantes da China cresceu 20 por cento em Outubro.

 

O Macau Daily Times puxa para manchete as críticas dos deputados face à desordem nos transportes públicos. O matutino escreve ainda que o Gabinete para a Protecção de Dados Pessoais confirma que 50 câmaras foram pirateadas em Macau. Trata-se do caso de uma página da Internet russa que transmitia imagens recolhidas por câmaras.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

 

Em foco no South China Morning Post a operação de remoção das barricadas em Mong Kok. O jornal conta que três mil polícias foram destacados para a operação. Na actualidade internacional, o destaque vai para a saída de Chuck Hegel do cargo de secretário da Defesa dos Estados Unidos. O pedido de demissão foi anunciado por Barack Obama.

 

O China Daily escreve que uma música pop chinesa venceu nos prémios de música americana. Noutro titulo lê-se que a Índia e a China estudam a construção de uma linha de comboio rápido.

 

O Standard dá conta de um estudo para repensar o debate político nas escolas.