Em destaque

14 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1522 patacas e 1.1278 dólares norte-americanos.

Jorge Fão insatisfeito com apoio do Governo à APOMAC
Sábado, 31/05/2014

O presidente da assembleia-geral da Associação dos Aposentados, Reformados e Pensionistas de Macau (APOMAC), Jorge Fão, critica o Executivo pelo atraso na atribuição de mais um andar à sede da instituição. O também antigo deputado diz mesmo existir má-vontade da parte do Governo e um favorecimento das associações tradicionais.

 

“O Chefe [do Executivo] passa a bola para o secretário que, por sua vez, chuta a bola para o director que diz que da parte dele está tudo bem desde que o superior esteja de acordo. Já estamos há anos a pedir e o Governo fecha-se em copas”, lamentou Jorge Fão, no programa rádio Macau Entrevista, interpretando a situação como “má-vontade do Governo”, que “quando tem vontade faz tudo muito rápido”.

 

O responsável lembra o edifício dos Kaifong (da União Geral das Associações dos Moradores de Macau) de oito pisos e afirma que gostaria que a APOMAC tivesse uma sede com “pelo menos dois pisos e meio”. Jorge Fão considera ainda chamadas associações tradicionais são ainda favorecidas nos subsídios, o que leva a que a política de ajudas do Governo seja “desequilibrada”.

 

Para a APOMAC “sobram apenas umas migalhas”. “Se forem ao Boletim Oficial, os benefícios que são concedidos a certas associações tradicionais orçam para cima de dezenas de milhões de patacas. À APOMAC dão dois milhões e qualquer coisa pela Fundação [Macau] e o secretário [para os Assuntos Sociais e Cultura] vai-nos dar mais ao menos a mesma coisa, mas os subsídios não são dados a tempo e horas”, apontou, exemplificando que a ultima tranche do subsídio do ano passado só chegou à sua associação em Abril deste ano. “Nós devemos fechar as portas de Janeiro até a Abril?”, questionou.

 

As declarações do antigo deputado e presidente da Assembleia-geral da APOMAC, Jorge Fão, podem ser ouvidas na íntegra na repetição do programa Rádio Macau Entrevista, segunda-feira às 10h30, e está ainda disponível na nossa página da internet.