Em destaque

21 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.21 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

“Polícias só estavam a proteger o Chefe do Executivo”
Sexta, 30/05/2014

O segundo comandante do Corpo de Polícia de Segurança Pública (CPSP), Mui San Meng, diz que o grupo de segurança do Chefe do Executivo não agrediu a jornalista da MASTV, no passado dia 3 de Maio. O caso foi registado quando Ma Weng Fei tentou entrevistar Chui Sai On, à margem de um evento público.

 

“Os polícias só estavam a proteger o Chefe do Executivo com o seu corpo. Por isso, acho esta actuação adequada”, disse Mui San Meng, esta tarde, na Assembleia Legislativa.

 

O responsável do CPSP, que garante ainda que está para breve a apresentação de um relatório sobre o incidente, respondia a uma interpelação de Au Kam San. O deputado da Associação Novo Macau acusou as forças de segurança de “violar” a liberdade de imprensa, devido à actuação no caso da repórter da MASTV.

 

“A insistência dos jornalistas é falta de respeito pelos dirigentes? E o recurso à violência é inevitável?”, questionou Au Kam San, que critica também a postura do líder do Governo.

 

“O Chefe do Executivo, Chui Sai On, é conhecido entre a população como o Chefe do Executivo do aeroporto. Raramente sai de casa e só quando faz visitas ao exterior é que os jornalistas têm oportunidade de o entrevistar, no aeroporto”, referiu.

 

O director do Gabinete de Comunicação Social (GCS), Vitor Chan, rejeita as palavras do deputado e garante que os jornalistas têm tido diversas oportunidades para fazer perguntas aos dirigentes. Este ano, foram realizadas “823 conferências de imprensa para relatar acções políticas”, explicou o responsável do GCS.