Em destaque

21 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.21 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Revista de Imprensa de Macau e Hong Kong (Quarta-feira)
Quarta, 28/05/2014

A manifestação que juntou ontem milhares em frente à Assembleia Legislativa faz o pleno nas primeiras páginas de todos os jornais de Macau. O protesto tem ainda espaço na primeira do South China Morning Post, mas os diários de Hong Kong dão maior destaque ao plano de redução em 20 por cento do fluxo de visitantes da região vizinha e à contenda marítima entre a China e o Vietname.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

 

O jornal Va Kio que diz, em manchete, que os deputados cederam ao pedido de Chui Sai On e cancelaram a votação da proposta de lei do regime de garantias para os titulares dos principais cargos.

 

O outro jornal em língua chinesa, o Ou Mun dedica hoje toda a primeira página à publicidade. No interior, o diário publica uma grande fotografia dos manifestantes, já de noite, com os telemóveis nas mãos, com as luzes acesas. O jornal sublinha que os milhares de manifestantes só dispersaram pelas 20 hotas. A manchete diz “retirem a proposta de lei”.

 

Canal chinês da Rádio Macau

 

Esta manhã, a Ou Mun Tin Toi também destaca o mesmo tema. A decisão dos deputados de cancelarem a votação do diploma na especialidade e os gritos de protesto dos manifestantes.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

 

No Hoje Macau uma fotografia da manifestação à porta da Assembleia Legislativa ocupa quase toda a primeira página. A manchete diz “as vozes da ira” – “manifestação leva sete mil à AL”. O óbito de Ma Man Kei também merece espaço na capa. “Reolian – sai um ‘regime misto’”, é outro dos títulos.

 

O Ponto Final também publica uma fotografia da manifestação quase do tamanho da primeira página. “Multidão rodeia Assembleia e pressiona Governo” é a manchete escolhida. O diário faz ainda destaque da morte de Ma Man Kei, “o empresário patriota”.  O matutino dá ainda conta que a “AFA vai a votos”. José Drummond e Alice Kok são os candidatos à presidência e as eleições estão marcadas para 7 de Junho.

 

“Macau ‘acordou’ a olhar ‘para cima’”, é a manchete do Jornal Tribuna de Macau sobre a manifestação. O destaque fotográfico é feito com Ma Man Kei: 1919-2014. Outro título da primeira refere “proibição total de fumar em pelo menos dois casinos”, e numa das chamadas lê-se “Cultura e futebol no programa local das comemorações do 10 de Junho”.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

 

O Macau Daily Times escreve, em manchete, “multidão concentra-se à porta da Assembleia Legislativa em novo protesto e diploma do regime de garantias vai ser reavaliado”. Os deputados optaram pela reavaliação do regime de garantias dos titulares do cargo de Chefe do Executivo e dos principais cargos. O título do destaque fotográfico diz que “Hong Kong pondera reduzir entradas de turistas, por causa da subida do descontentamento popular”.

 

Também o Macau Post Daily coloca em grande destaque a manifestação de ontem em Macau. O título é “milhares juntam-se ao protesto contra proposta de lei do regime de garantias”. O protesto foi organizado pelo grupo Macau Consciência e os manifestantes sentaram-se em frente à Assembleia Legislativa até cerca das 20 horas. Noutra notícia de primeira, o jornal diz que “pais do jovem que atacou à facada pessoas no metro de Taiwan pedem a execução do filho”.

 

Sobre o protesto em Macau, o Business Daily escreve que foram 7 mil os manifestantes que  se concentraram à porta da Assembleia Legislativa, ontem à tarde, para exigirem que “a controversa proposta de lei do regime de garantias seja retirada”. O diário económico acrescenta que os deputados adiaram a votação na especialidade, mas recusaram-se a deixar cair o diploma. Ainda na primeira, espaço para a notícia da morte de Ma Man Kei, com o título: “desaparece um ícone de Macau”.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

 

O South China Morning Post faz destaque fotográfico com os protestos em Macau, em frente da Assembleia Legislativa. O jornal acrescenta que centenas de manifestantes pediram a demissão do Chefe do Executivo, Chui Sai On, caso não seja retirado da Assembleia o diploma do regime de garantias dos titulares dos principais cargos. Em manchete, o jornal fala de uma contenda por causa de um acidente entre embarcações perto de uma plataforma de petróleo. O acidente, nas ilhas Paracel, motivou protestos de Hanoi, enquanto Pequim garante que a embarcação vietnamita violou a zona de segurança.

 

O título principal do China Daily é justamente sobre esta contenda. Lê-se “tensão aumenta enquanto barco de pesca vietnamita afunda”. Pequim acusa Hanoi “de ter toda a responsabilidade no incidente” e diz ao Vietname “para pôr um ponto final nas provocações”. O título da coluna do jornal oficial chinês avança um plano que Hong Kong vai discutir sobre a “gestão do número de turistas”.

 

Sobre este mesmo tema, o The Standard noticia uma “queda nas acções”, depois do Chefe do Executivo C.Y. Leung ter anunciado um plano para a redução do número de turistas em 20 por cento. O maior impacto foi sentido nas acções das empresas de imobiliário e de retalho.