Em destaque

14 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1522 patacas e 1.1278 dólares norte-americanos.

Revista de Imprensa de Macau e Hong Kong (Quarta-feira)
Quarta, 21/05/2014

O desmantelamento de uma rede de burla telefónica e as vozes contra o regime de garantias dos titulares dos principais cargos são temas em destaque hoje na imprensa local. Em Hong Kong, os jornais dedicam grande parte das primeiras páginas ao encontro entre os presidentes chinês, Xi Jinping, e russso, Vladimir Putin.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

 

O Va Kio dá conta, em manchete, do desmantelamento de uma rede de burla telefónica. Numa operação conjunta, entre as autoridades de Macau e de Zhuhai, foram detidos oito homens, em Doumen, depois de oito residentes de Macau terem alegadamente sido burlados. O jornal noticia ainda que uma croupier ficou gravemente ferida depois de ter sido atropelado por um autocarro, quando passava a estrada fora da passadeira. Sobre as eleições dos membros da Comissão Eleitoral do Chefe do Executivo, o diário diz que 584 pessoas apresentaram lista de votantes e que o número total de votantes é de quase 5466.

 

Em manchete, o Ou Mun dá também destaque à operação conjunta de desmantelamento de uma rede de burla telefónica. Este jornal acrescenta que os detidos são suspeitos de terem burlado pelo menos oito residentes de Macau em 460 mil patacas. No matutino, está ainda a notícia do atropelamento da croupier por um autocarro da Reolian, perto da Praça Ferreira do Amaral. O Ou Mun escreve ainda noutro destaque de primeira, que ruiu o telhado de um edifício antigo, situado na zona do Patane.

 

Canal chinês da Rádio Macau

 

A Ou Mun Tin Toi diz que as aulas do ensino secundário foram suspensas, da parte da manhã, e que as aulas dos ensinos infantil, primário e especial ficam suspensas durante todo o dia. A rádio noticia ainda, esta manhã, que o aviso de trovoadas foi cancelado às 9h30 e que os Serviços Meteorológicos e Geofísicos prevêem que o tempo melhore a partir do fim-de-semana.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

 

“Contra o regime” diz em manchete o Hoje Macau -  em dia de assinatura de parecer “são cada vez mais as vozes que se opõem à lei que dá garantias às elites sociais e imunidade ao Chefe do Executivo”. Na primeira, as chamadas de capa destacam o “exército da Tailândia que impõe lei marcial” e a “troca de acusações” entre a China e os Estados Unidos, que “sobe de tom”.

 

Em manchete o Ponto Final refere que “Novo Macau marcha contra pensões e imunidade para Chefe do Executivo e titulares dos principais cargos”. Uma petição da associação de Jason Chao e um protesto que está marcado para o próximo domingo. Já sobre o ambiente em Ka Ho, escreve o diário que os moradores “dizem que nada mudou”.

 

O Jornal Tribuna de Macau escreve em título que o “património da UM não se perdeu” - são as palavras do vice-reitor, Rui Martins, que eleogia a “nova fase” da Universidade de Macau. O título do destaque fotográfico é “muito jogo para ver e debater no Venetian”, a propósito da Global Gaming Expo Asia.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

 

O Macau Daily Times destaca hoje as palavras dos trabalhadores vietnamitas em Macau. Na sequência dos protestos anti-China no Vietnam, afirmam que procuram “trabalho e não guerra”. “Repete a aposta” é o título na fotografia, que remete para as conclusões das conferências de abertura da Global Gaming Expo Asia, a exposição dedicada ao jogo que decorre no Venetian. As conclusões são que “um desaceleramento na indústria seria positivo” e “que a mudança é inevitável”.

 

O Business Daily destaca a mesma conferência, escrevendo “operadoras entusiasmadas”. Os representantes das operadoras dizem que “uma má imprensa pouco pode afectar a história de sucesso de Macau”. As declarações são feitas na sequência dos casos relacionados com transacções ilegais dos junkets e com cartões Union Pay.

 

A notícia principal no interior do Post Daily relaciona-se com a “petição contra o regime de garantias dos titulares dos principais cargos”. Uma petição entregue ao Governo pelo Macau Consciência. O grupo cívico apela aos deputados da 2ª comissão permanente da Assembleia Legislativa, que analisa a proposta de lei na especialidade, para se recusarem a assinar o parecer.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

 

O South China Morning Post escreve, em manchete, que Xi Jinping “faz espectáculo de solidariedade com Putin”. Os líderes chinês e russo, acrescenta o jornal, desafiam a crescente pressão, opondo-se à interferência internacional e lançando exercícios navais conjuntos, mas falham em assinar acordo de fornecimento de gás. O destaque fotográfico remete para as notícias da Tailândia sobre a imposição da lei marcial, com o título: “exército nega estar a preparar um golpe secreto”.

 

Em grande plano no China Daily está também o encontro entre o presidente chinês e o homólogo russo. “Quarenta e nove negócios cimentam parceria” diz a manchete, sobre esta primeira visita de Estado de Putin à China deste que Xi Jinping assumiu a presidência. O diário oficial chinês acrescenta que os acordos sino-russos abrangem as áreas da energia, infraestruturas e tecnologia de ponta. Noutro título de primeira página, o jornal escreve que “motins no Vietname ameaçam laços e investimento”.

 

O título do The Standard adianta que “Singapura ultrapassou Hong Kong num ranking de competitividade”.  Na lista internacional feita por uma escola de negócios Suiça, a região vizinha caiu para a quarta posição, sendo substituída no terceiro lugar por Singapura.