Em destaque

22 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.20 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Revista de Imprensa de Macau e Hong Kong (Segunda-feira)
Segunda, 19/05/2014

A visita a Macau do presidente da República de Portugal, Cavaco Silva, está em grande destaque em quase todos os jornais de Macau. Outro tema em foco é a polémica em torno dos pagamentos ilegais com os cartões Union Pay da China, com o secretário Francis Tam a negar a existência de uma data limite para se limitarem as transacções. Em Hong Kong, os diários acompanham os novos protestos anti-China no Vietname.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

 

O Ou Mun coloca em grande destaque a visita do presidente de Portugal a Macau. O diário escreve que Cavaco Silva “sentiu-se feliz” ao testemunhar “o próspero desenvolvimento económico e a estabilidade social de Macau”. Na primeira página, pode ainda ler-se que Cavaco Silva considerou ter obtido “muito bons resultados” com a visita à China. Há ainda o registo no Ou Mun das deslocações do presidente português à Universidade de Macau e ao Instituto Politécnico de Macau, durante as quais sublinhou que “a língua chinesa é cada vez mais importante para a sociedade internacional”. O jornal diz também que Cavaco visitou a estátua de Luís de Camões, onde se demonstrou “amigável” com os residentes.

 

O outro jornal em língua chinesa, o Va Kio coloca em grande plano as declarações do secretário para a Economia e Finanças sobre o uso ilegal dos cartões Union Pay. Francis Tam disse “não existir qualquer plano para limitar os pagamentos a partir do dia 1 de Julho”, nem ter recebido “qualquer informação sobre novas medidas a adoptar”. Na primeira deste jornal chinês está ainda o presidente da República de Portugal, lendo-se em título que Cavaco Silva “deseja que mais portugueses estudem chinês” e que “há muito espaço para a cooperação turística”. A propósito da visita do Chefe de Estado de Portugal a Macau, o diário escreve ainda que visitou, pela segunda vez, a Universidade de Macau, com a qual “várias universidades portuguesas assinaram acordos de cooperação”.

 

Canal chinês da Rádio Macau

 

A Ou Mun Tin Toi diz que neste ano é atribuída uma verba de 7 000 patacas para cada conta individual de previdência. A Ou Mun Tin Toi está ainda a noticiar que, em Março, os novos empréstimos hipotecários para habitação aumentaram 13,9 por cento em termos anuais.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

 

O Hoje Macau dedica quase toda a primeira página aos festejos do Benfica, por ter vencido a Taça de Portugal, com o título: “foram 3 as contas que o Benfica fez”. Já em manchete, o diário escreve “a Europa diz que era o mínimo” – a inexistência de um salário mínimo em Macau “surpreendeu a União Europeia”.

 

No Ponto Final está em grande plano o presidente da República portuguesa, dizendo a manchete que Cavaco Silva “quer Portugal mais perto”, no que toca a “exportações, turismo e investimento”. Na região, “manifestou desejo de voos directos e viu renovada a cooperação” e “surpreendeu‑se com as dificuldades dos portugueses em obter residência”. Numa das chamadas de primeira, o matutino refere ainda: “diplomas atrasados na Universidade de São José”.

 

O Jornal Tribuna de Macau diz “só falta agarrar as oportunidades” como título de uma fotografia de Cavaco Silva de visita à Escola Portuguesa de Macau. Na primeira página, o JTM também escreve “Sands Macau revolucionou ‘padrão’ do Jogo há 10 anos” e “reforma política na RAEM não convence Bruxelas”.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

 

O Macau Daily Times coloca em destaque uma fotografia do presidente da República de Portugal com representantes do Governo de Macau. O título diz “parceria entre a China e Portugal ‘elevada a um novo nível’”. Numa das chamadas de primeira página lê-se “trabalhadores dos casinos sentem esgotamento” – um estudo conclui que quase 40 por cento dos inquiridos admitem deixar a indústria do jogo nos próximos 12 meses.

 

“Não há fim do fumo sem ira” diz a manchete do Business Daily, a propósito da decisão do Governo de restringir, a partir de 6 de Outubro, o tabaco nas áreas de jogo de massas dos casinos, criando salas de fumo fechadas à semelhança das que existem nos aeroportos. Alguns analistas prevêem que a legislação vai afectar as receitas do sector. O diário económico destaca ainda uma entrevista a Michel Molliet, o manager do Sofitel Macau, no Ponte 16.

 

O Macau Post Daily escreve que o “Governo nega que 1 de Julho é a data final para se limitar pagamentos com Union Pay”. O secretário para a Economia e Finanças afasta a notícia da existência de um prazo para o combate aos pagamentos irregulares com cartões da China, que tinha sido avançada pelo jornal de Hong Kong South China Morning Post. Francis Tam afirmou ainda que o Governo esteve constantemente a monitorizar todas as actividades económicas feitas pela indústria do jogo, incluindo os pagamentos com cartões Union Pay. A fotografia mostra o presidente português, Cavaco Silva, a inaugurar ontem o Auditório Stanley Ho no Consulado de Portugal em Macau

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

 

O South China Morning Post diz, em manchete, “controlo firme dos manifestantes anti-China”. O jornal dá conta de novos protestos no Vietname, em Hánoi e em Ho Chi Minh, pelo cancelamento de viagens para o país e suspensão das trocas comerciais. As fotografias mostram as tentativas da polícia de dispersar os protestos junto da embaixada da China no Vietname. Noutro título, o diário escreve que a feira cultural “Art Basel deslumbrou os sofisticados” em Hong Kong e atraiu 65 mil visitantes.

 

Os protestos anti-China no Vietname também são destacados no China Daily, onde se vê uma imagem de um homem a reparar os vidros partidos do escritório de uma empresa taiwanesa. O título diz “Pequim cancela trocas”, devido à onda de protestos que “tem sabotado o ambiente e condições de comunicação”.

 

O título do The Standard é “pervertidos viciados em espionagem”, na sequência de terem sido descobertas câmaras de filmar escondidas em vestiários e outras instalações públicas de Hong Kong.