Em destaque

21 de Março 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.2742 patacas e 1.1424 dólares norte-americanos.

Cavaco Silva: Do encontro com Deng a 2014
Segunda, 12/05/2014

É a terceira vez que, na carreira política, Cavaco Silva visita a China. Na primeira deslocação, conheceu o patriarca Deng Xiaoping; na segunda, conseguiu importantes avanços no chamado período de transição de Macau.

 

Em 1987, quando veio a Pequim assinar a Declaração Conjunta, Cavaco Silva encontrou-se com Deng Xiaoping. O pai da abertura económica chinesa não exercia cargos oficiais, mas era a principal figura política do país.

 

O Presidente português é, de resto, o único político europeu no activo que conheceu e falou com Deng Xiaoping, como nota o embaixador em Pequim, Jorge Torres Pereira. “Se quisermos sublinhar uma pessoa capaz de fazer a comparação entre o que a China era e o que a China neste momento está a revelar ser, não há dúvida que é uma testemunha privilegiada.”

 

Quando regressou, sete anos depois, Cavaco Silva obteve a garantia do então primeiro-ministro chinês Li Peng de que a China não ia impor aos portugueses de Macau a nacionalidade chinesa e abriu as portas a que a China e Portugal discutissem a questão da Fundação Oriente, que então estava a bloquear as negociações ao nível do Grupo de Ligação Conjunto, o órgão onde era discutida a questão de Macau.

 

Em Xangai, onde chega esta tarde, Cavaco Silva teve a oportunidade de conhecer o que se projectava para a zona de Pudong que, na altura, dava os primeiros passos. Se então ficou impressionado com o que estava a ser planeado, agora ficará certamente impressionado com o que se construiu em Pudong nos últimos 20 anos.