Em destaque

14 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1522 patacas e 1.1278 dólares norte-americanos.

Kiang Wu: Faltam enfermeiros em Macau
Segunda, 12/05/2014

A falta de enfermeiros em Macau faz com que os profissionais desta área tenham uma fraca qualidade de vida. A conclusão é de um estudo feito pelo Instituto de Enfermagem do Kiang Wu, apresentado esta segunda-feira, data em que se assinala o Dia Internacional dos Enfermeiros.

 

Os autores do relatório, citado pelo canal chinês da Rádio Macau, compararam a situação de Macau à das regiões vizinhas. Por cá, os enfermeiros não chegam a 1750. Fazendo as contas com as estatísticas mais recentes, que apontam para uma população de 614.500 habitantes, tal significa que há um profissional de enfermagem para 351 pessoas. Em Cantão há o dobro dos enfermeiros em termos proporcionais. Também em Hong Kong e em Singapura, indica o estudo, a situação é consideravelmente melhor.

 

A pesquisa tinha entre os objectivos perceber as condições de trabalho, bem como a capacidade de gestão e de liderança dos enfermeiros. A juntar às tarefas em excesso de que se queixam os profissionais, há ainda o facto de muitos deles não verem o trabalho ser reconhecido pelos superiores – a queixa parte sobretudo dos enfermeiros em início de carreira.

 

Ainda assim, o Kiang Wu assegura que a qualidade profissional dos enfermeiros é boa e que não lhes falta responsabilidade.