Em destaque

14 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1522 patacas e 1.1278 dólares norte-americanos.

Governo lança consulta sobre plano de aquisição de imóveis
Sexta, 09/05/2014

Começa amanhã uma consulta pública para se saber o que pensam os residentes de Macau sobre a ideia de reservar habitações só para quem tem BIR. Está concluído o estudo sobre a ideia de destinar terra de Macau aos residentes locais.

 

O Governo quer criar um plano de habitação a quatro níveis, a saber: mercado privado, habitação económica, habitação social e um plano de aquisição de imóveis por residentes do território. A novidade está neste plano de aquisição, que resulta de um estudo feito pela Universidade de Macau e pelo Instituto Politécnico.

 

Trata-se de uma “medida complementar” à oferta já existente e tem como destinatários principais os residentes de Macau que ganham de mais para poderem candidatar-se a uma habitação económica, mas que não têm rendimentos suficientes para tentarem a sorte no mercado privado. Também poderão entrar neste plano de aquisição aqueles que, reunindo as condições para uma habitação económica, pretendem comprar um apartamento melhor do que os disponibilizados pelo Governo, mas que não têm capacidade para acompanhar os preços praticados pelas agências imobiliárias.

 

É esta a forma como o Governo pretende, a longo prazo, estruturar a questão da habitação e resolver um problema que tem vindo a tornar-se cada vez mais preocupante. O grupo de trabalho intergovernamental responsável pela matéria apresentou várias propostas para este plano de aquisição, que são agora sujeitas a consulta pública.

 

Em nota à imprensa, o Instituto de Habitação explica que o processo de auscultação termina dia 8 de Julho. Até lá, são feitas três sessões com a população – quem quiser dizer de sua justiça pode também escrever ao Instituto de Habitação.