Em destaque

14 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1522 patacas e 1.1278 dólares norte-americanos.

Revista de Imprensa de Macau e Hong Kong (Segunda-feira)
Segunda, 05/05/2014

A imprensa chinesa de Macau centra, hoje, as atenções no edifício Sin Fong e no choque de navios este fim-de-semana. Na imprensa de Hong Kong, em comum está o protesto deste domingo contra os custos em projectos de infraestruturas. Uma manifestação que acabou em confrontos com a polícia.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

O Va Kio conta que ontem houve uma colisão entre dois navios no Porto Interior, o segundo acidente em dois dias. O jornal adianta ainda que foi adiada para dia 25 de Maio a assembleia geral de condomínios do Sin Fong. Ainda em destaque, os 86 empreendimentos habitacionais que estão em construção e que vão disponibilizar 14 mil frações.

 

O Ou Mun puxa também para a primeira página o acidente de sábado com um navio. O choque do barco com as barreiras de protecção da Ponte Nobre de Carvalho provocou danos. Em destaque ainda o Sin Fong e o adiamento da assembleia geral de moradores para 25 de Maio. Ainda assim na reunião de ontem, os proprietários abordaram questões como a reconstrução do edifício e a eventual acção judicial.

 

Canal Chinês da Rádio Macau

A Ou Mun Tin Toi dá esta manhã destaque à nomeação de Mai Man Ieng. O Procurador-Adjunto do Ministério Público vai presidir à Assembleia de Apuramento Geral das eleições dos Membros da Comissão Eleitoral e da eleição para o Cargo do Chefe do Executivo. O Canal Chinês da Rádio Macau conta ainda que a deputada Ella Lei, em uma interpelação escrita, pede às autoridades para ser cancelado o limite máximo da indemnização por resolução de contrato de trabalho.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

O Ponto Final escreve na manchete que “Jason Chao admite deixar a associação” Novo Macau. O jornal conta ainda que o activista poderá candidatar-se a um novo cargo nas eleições de 29 de Junho. Ainda em foco Cao Zhiyun, linguista de Pequim, que “Cantonês é o dialecto chinês melhor conservado”.

 

“O homem que devia demais” lê-se no Hoje Macau. O jornal conta que o “promotor que desapareceu com 10 mil milhões estará em Singapura” e o problema é, agora, saber quais as consequências do acto na indústria local. Em destaque ainda Juliana Devoy que, em Genebra, apresenta relatório sobre violência doméstica na RAEM”.

 

Na edição desta segunda-feira, o Jornal Tribuna de Macau titula “Maioria dos senhorios não cumpre a lei”. Escreve o diário que, em 2012, apenas estavam registados cerca de 27 mil contratos. O jornal publica ainda uma entrevista com Ho Wai Tim, presidente da Associação de Ecologia, que afirma que “activistas ambientais devem aprender mais antes de protestar”.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

O Macau Post Daily escreve que mais de metade dos afectados do incidente do Sin Fong apoia uma acção legal. Na primeira página ainda a condenação de Arturo Calderon. Antigo polícia foi condenado a 57 meses de prisão, lê-se na primeira página do diário em língua inglesa.

 

O Macau Daily Times puxa para destaque fotográfico as manifestações do 1º de Maio. “May Day” é o título. Mas na manchete o jornal conta que ataques mostram crescente ameaça de terror na China. Trata-se de uma referência aos ataques mais recentes, e recorrentes, na região de Xinjiang.

 

O Business Daily faz hoje manchete com uma história de turistas e vistos e titula “bilhetes de trânsito”. Os visitantes usam Macau como cidade de trânsito e podem ficar por sete dias, mas apenas 20 por cento acabam por sair de Macau. O Governo está a estudar esta situação, e pode vir a restringir o período de estadia em Macau.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

O South China Morning Post publica hoje uma imagem dos confrontos entre manifestantes e polícia. Um protesto contra o aumento dos custos de projectos de infraestruturas. Ainda em foco John Tsang, secretário para as finanças, que pede um compromisso para as reformas eleitorais, por forma a não pôr em causa o futuro da economia local.

 

No China Daily lê-se que há um acordo para melhorias das estradas na Etiópia, depois da visita de Li Keqiang. Uma visita em que o primeiro-ministro reafirma o compromisso de Pequim para com África. Ainda em foco o presidente Xi Jinping que esteve, no 4 de Maio, na Universidade de Pequim.

 

O Standard puxa para manchete a queda do número de visitantes em Hong Kong na semana dourada. É a primeira vez que o número cai desde 2003. Ainda o protesto de ontem em Hong Kong, com a polícia a usar gás pimenta contra os manifestantes.