Em destaque

14 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1522 patacas e 1.1278 dólares norte-americanos.

Feira de Produtos Guangdong e Macau arranca quinta-feira
Terça, 26/07/2011
Arranca na quinta-feira, na Doca dos Pescadores, a terceira edição da Feira de Produtos de Marca de Guangdong e Macau. A mostra de quatro dias tem o apoio da Federação de Indústria e Comércio, do Conselho para a Promoção do Comércio Internacional e ainda do Departamento para Promoção do Ministério do Comércio da China. São esperados 50 mil visitantes.

Entre os co-organizadores estão mais de 40 instituições governamentais, câmaras de comércio e associações de Guangdong, Hong Kong e Macau. O certame conta com a participação de 247 empresas e 21 municípios representados em 319 stands e seis mil metros quadrados. Estão ainda previstas 140 sessões de bolsas de contacto.

Entre as novidades deste ano contam-se novas áreas de exposição – como uma área Made in Macau - e a realização de conferências. Pela primeira vez, houve mais candidatos da China do que aqueles que o espaço consegue albergar.

“Eu diria que se trata de um local para testar o mercado de Macau. Estamos nas férias de Verão. Todas as pessoas, os residentes e turistas podem vir a esta feira. Em primeiro lugar, é preciso ver se é um bom sítio para testar produtos, e se é um bom serviço ao território. Desde o início, o facto de os candidatos quererem vir não significa que tenham presença garantida, temos que escolher os melhores. Por exemplo, em 2010 vimos que um dos representantes, no caso governamental, não conseguiu vender os produtos, e assim sabemos que não são o melhor para a RAEM. Ou seja, nós damos todas as hipóteses para cada candidato vir pelo menos uma vez. Quanto ao local, ficamos até satisfeitos que não seja suficientemente grande. Mas temos que escolher o que é melhor para nós e para Macau”, afirmou à Rádio Macau Irene Va, vogal executiva do Instituto de Promoção do Comércio e Investimento.