Em destaque

19 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.16 patacas e 1.12 dólares norte-americanos.

Transmissões de imóveis caem 44% em termos anuais
Segunda, 31/03/2014

O número de casas transaccionadas em Macau continua a cair. Em Fevereiro, a quebra foi de quase 44 por cento, em termos anuais. Os dados foram avançados hoje pelos Serviços de Finanças, na sua página oficial na Internet. Já o preço dos imóveis continua a subir – em Fevereiro, o preço médio do metro quadrado foi 28 por cento mais elevado do que no mesmo mês do ano passado.

 

Em Fevereiro, foram transaccionadas em Macau 457 fracções residenciais – ou seja, menos quase 44 por cento do que no mesmo mês do ano passado. A quebra acentua-se também em termos mensais: em Janeiro tinham sido transmitidos 758 apartamentos; em Fevereiro, esse número caiu quase 40 por cento.

 

Em sentido inverso, o preço médio do metro quadrado registou uma subida de mais de 28 por cento em termos anuais. Em Fevereiro, o preço médio do metro quadrado foi de 90.407 patacas – mais cerca de 20 mil patacas do que no período homólogo.

 

A subida dos preços aconteceu também em termos mensais: em Janeiro o preço médio por metro quadrado foi de pouco mais de 84 mil patacas – um valor que cresceu mais de sete por cento em Fevereiro.

 

De recordar que, em 2011, o Governo lançou o imposto do selo especial, para tentar travar a especulação no mercado imobiliário. A medida prevê um aumento de 20 por cento sobre a transação de um imóvel, caso o mesmo seja vendido um ano depois de comprado; ou um agravamento de 10 por cento caso seja vendido entre um e dois anos depois de ter sido adquirido.