Em destaque

14 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1522 patacas e 1.1278 dólares norte-americanos.

Revista de Imprensa de Macau e Hong Kong (Quinta-feira)
Quinta, 20/03/2014

Património cultural e fumo nos casinos são alguns dos temas em destaque, hoje, nas primeiras páginas da imprensa local. Em Hong Kong, o mistério em torno do avião da Malaysia Airlines é um dos assuntos que marcam a actualidade.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

 

O jornal Ou Mun destaca esta quinta-feira um inquérito conduzido pela Universidade de Ciência e Tecnologia de Macau junto da população da zona nordeste da cidade – segundo os resultados, os participantes no estudo pedem mais lugares de estacionamento. O diário destaca também a nomeação de mais de duas dezenas de vogais para o Conselho do Planeamento Urbanístico, um órgão que pode começar a funcionar no início do próximo mês. Ainda na primeira página do Ou Mun, espaço para o nevoeiro que ontem afectou seriamente o transporte marítimo.

 

No Va Kio, destaque hoje para o projecto de restauro das fachadas de alguns imóveis da Rua da Felicidade e do Beco da Felicidade, que devem passar a ter janelas verdes. O jornal noticia também que o trabalho de inventariação dos edifícios da cidade com potencial interesse cultural vai começar em Maio. Na edição desta quinta-feira, o Va Kio sublinha ainda os planos dos Serviços de Saúde para o controlo do tabagismo nos casinos – planos que vão no sentido de, por um lado, proibir o consumo de tabaco nas salas comuns de jogo e, por outro, de se criarem zonas de fumadores, sem mesas de jogo. O jornal destaca ainda o encontro do Chefe do Executivo com representantes da Universidade de Tsinghua e a devolução de 390 milhões de patacas de imposto profissional a cerca de 100 mil pessoas – montante referente à colecta feita durante o ano de 2012. Noutro tema, o Va Kio destaca ainda que, em Macau, não foram encontrados, até ao momento, casos de gripe das aves em humanos.

 

Canal Chinês da Rádio Macau

 

O Canal Chinês da Rádio Macau noticia esta manhã uma interpelação escrita de Kwan Tsui Hang – a deputada pede ao Governo que resolva claramente o problema dos estabelecimentos comerciais das agências imobiliárias. A Ou Mun Tin Toi revela também a resposta do porta-voz do Governo à interpelação escrita do deputado Si Ka Lon: Alexis Tam defende que os departamentos públicos têm de cumprir rigorosamente o regime de administração financeira pública e regime de concessões.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

 

“Plano director em marcha lenta”, escreve o Jornal Tribuna de Macau, em manchete. O diário conta que a Direcção dos Serviços de Obras Públicas e Transportes “diz que ainda não há condições para definir grupo de especialistas”. Também em destaque, no JTM, está a exposição que inaugurou ontem na Casa Garden – “No ‘intimismo’ de Manuel Vicente” – e o antigo treinador do Benfica de Macau, Paulo Bento, que “quebra o silêncio”: “Não estava a ser respeitado.”

 

No Ponto Final, lê-se que a “classificação de imóveis” estará “em curso a partir de Maio”, numa alusão ao trabalho de inventariação de novos itens a juntar à lista de património cultural. Noutro destaque, o jornal escreve que os “trabalhadores querem fumo fora de jogo” e que “os casinos que falharam na separação entre zonas com e sem fumo vão abrir salas próprias para o tabaco”.

 

O Hoje Macau também faz manchete com o património, com a expressão “Às escuras” – diz o diário que “não existem mecanismos para impedir danos em potenciais locais classificados”. Nesta edição, destaque também para a entrevista do presidente do Instituto de Promoção do Comércio e Investimento de Macau (IPIM) – Jackson Chang mostra-se “ciente das dificuldades das Pequenas e Médias Empresas (PME)” e “assegura ajuda do Governo”.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

 

“Lufada de ar fresco.” É assim que o Business Daily se refere, em manchete, ao acordo alcançado entre Governo e operadoras de jogo, relativamente ao consumo de tabaco nos casinos. Destaque também, na edição de hoje, para a Galaxy, que ontem anunciou um aumento de 36 por cento nos lucros líquidos, em 2013.

 

Já o Macau Post Daily escolhe para manchete a nova cara das casas da Rua da Felicidade, que vão passar a ter janelas verdes. Noutro tema, lê-se que o homem mais rico da Ásia – Wang Jianglin – quer comprar um arranha-céus histórico em Madrid.

 

O Macau Daily Times faz manchete com os estudantes que ocuparam o parlamento de Taiwan – em causa o protesto contra um pacto comercial entre os dois lados do estreito. O diário destaca também o caso Luís Amorim: o processo que a família moveu contra a RAEM vai entrar em fase de julgamento, escreve o jornal.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

 

O South China Morning Post escreve hoje, na primeira página, que Xu Caihou, um general de topo do Exército de Libertação Popular, foi detido por suspeita de corrupção. Em destaque está também o voo MH370 da Malaysia Airlines, neste caso com a história de um pai que sai em defesa do filho, um engenheiro aeronáutico que seguia a bordo do avião desaparecido a 8 de Março – o passageiro está a ser investigado pelas autoridades malaias, que entendem que o homem teria os conhecimentos necessários para desviar o avião.

 

A contratação de talentos para projectos na China está no topo das preocupações das empresas americanas – é o que revela uma sondagem citada pelo China Daily. O diário explica que a “qualidade do ar” é um dos factores que dificulta o recrutamento e retenção de executivos de topo nas operações das firmas na China. Outro tema em destaque prende-se com a “tempestade” levada a cabo por cerca de 200 activistas pró-Rússia, que, segundo o diário, controlaram parte da sede naval da Ucrânia, na Crimeia, obrigando agentes das forças de segurança a barricarem-se dentro do edifício, sem oferecerem resistência pela força das armas.

 

No Standard, o destaque da edição de hoje vai para os executivos do sector da comunicação social, que ontem foram atacados por um grupo de homens armados com barras de metal.