Em destaque

14 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1522 patacas e 1.1278 dólares norte-americanos.

Pequim vai ceder terreno a Macau em Zhongshan, Guangdong
Quarta, 12/03/2014

O Governo de Macau vai adquirir ou arrendar um terreno na cidade de Zhongshan, na província de Guangdong, que fica a cerca de uma hora de Macau.  A informação é avançada pelo director do Gabinete de Ligação do Governo Central em Macau. As autoridades da China atendem assim o pedido que o Chefe do Executivo fez em Pequim por terrenos para o desenvolvimento de projectos de diversificação económica.

 

Em declarações aos jornalistas, Li Gang foca a possibilidade da cidade de Zhongshan. “O Governo de Macau prepara-se para adquirir ou arrendar um terreno em Zhongshan para desenvolver alguns projectos de diversificação económica. As maiores carências de Macau são de terrenos e de talentos. Se estes dois problemas puderem ser resolvidos, Macau poderá gozar de prosperidade e de estabilidade de geração em geração”.

 

Em declarações transmitidas pelo Canal Macau da TDM, Li Gang afastou, por outro lado, a ideia de o Governo Central permitir a construção de habitação pública de Macau na Ilha da Montanha. O director do Gabinete de Ligação realça, no entanto, que o Governo da RAEM tem de definir como prioridade a melhoria da qualidade de vida dos residentes. “Só se forem forçados a isso. A população de Macau não gostaria de viver na Ilha da Montanha. Actualmente, há aterros para o projecto de habitação pública e a regulamentação indica o limite de crescimento da indústria do jogo. Acho que a prioridade é a melhoria da qualidade de vida da população neste momento. Pessoalmente, penso que a questão de Macau tem de ser resolvida aqui no território, se for possível.”

 

Li Gang reconhece que o turismo pode criar problemas. Como influencia os padrões de vida dos residentes, o crescimento do sector “não pode ser cego”, alerta, comparando ainda Macau com Las Vegas: o território, apesar de ter um número de quartos de hotel cinco vezes superior ao da cidade de jogo norte-americana, recebe 30 milhões de visitantes por ano, enquanto Las Vegas só acolhe oito milhões.