Em destaque

19 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.16 patacas e 1.12 dólares norte-americanos.

Jogo: Recorde de Fevereiro a trote do Ano Novo Chinês
Segunda, 03/03/2014

O director da revista Macau Business, Emanuel Graça, diz que o Ano Novo Lunar explica o recorde nas receitas brutas dos casinos, em Fevereiro. No entanto, o valor registado – 38 mil e 7 milhões de patacas – acaba por surpreender.

 

“Sem dúvida que é o efeito do Ano Novo Chinês. Foi concentrado no mês de Fevereiro e, portanto, justifica em grande parte este pico de receitas. Todos nós que vivemos em Macau e estivemos aqui durante esses dias vimos os milhares de turistas que encheram as ruas e também os próprios casinos. Dito isto, ainda assim, o número não deixa de ser surpreendente. Estamos a falar de uma média diária acima de 1.3 mil milhões de patacas. São valores que obviamente ninguém estaria à espera, mesmo os próprios analistas. Até dois terços do mês, os valores esperados andavam à volta de um crescimento de 20 por cento. Mas terminámos o mês com um crescimento de 40,3 por cento. É, sem dúvida, espectacular a todos os níveis”, argumenta.

 

Apesar de ter sido registado mais um recorde, muitos analistas alertam para o facto de os casinos poderem estar perto de atingir o limite de crescimento possível. Mas Emanuel Graça diz que as operadoras têm sabido contornar as dificuldades.

 

“Os casinos têm contornado as dificuldades de outra maneira. Através do inventário existente têm tentado rentabilizá-lo ao máximo, utilizando mais mesas, que eventualmente não estejam a ser utilizadas no jogo VIP, no jogo de massas, naquele que é também chamado o jogo ‘premium’. Por outro lado, vemos que as apostas mínimas nas mesas com ‘dealers’ têm vindo a subir. Tem havido aqui também um grande jogo de cintura por parte das operadoras, com base naquilo que é a sua capacidade instalada. Vemos também que, em termos globais, o jogo de massas continua a crescer, o que mostra exactamente que tem havido ganhos de gestão, ganhos de eficiência bastante assinaláveis”, explica.

 

Para o futuro, o director da revista Macau Business acredita que a barreira dos 40 mil milhões de patacas pode vir a ser ultrapassada. “Basta pensar que se, por exemplo, em Outubro, as receitas subirem ligeiramente acima de dez por cento, em comparação com Outubro do ano passado, já estaríamos nos 40 mil milhões. É claramente para lá que caminhamos. É uma questão de tempo, não há propriamente indicadores que nos mostrem ou façam esperar que haja uma mudança muito grande nesta tendência constante de crescimento. Obviamente que temos algumas flutuações ligadas ao mercado na China, algumas questões ligadas à segurança na China. A economia chinesa também não estará a carburar ainda ao nível de anos anteriores, mas, ainda assim, para já, não se nota propriamente um impacto na indústria do jogo em Macau”, nota Emanuel Graça.