Em destaque

14 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1522 patacas e 1.1278 dólares norte-americanos.

Ensino especial: DSEJ espera professor em português em 2014
Sexta, 28/02/2014

O Centro de Apoio Psico-Pedagógico e Ensino Especial (CAPPEE), da Direcção dos Serviços de Educação e Juventude (DSEJ), espera vir a contar com um professor de ensino especial de língua portuguesa no próximo ano lectivo, mas ressalva que o processo de contratação está ainda a decorrer. A ideia é também recrutar um terapeuta ocupacional que fale português.

 

Segundo a directora do CAPPEE, Chow Pui Leng, o centro conta actualmente com um terapeuta da fala e um fisioterapeuta em língua portuguesa. Chow Pui Leng explica que o professor de ensino especial saiu em Agosto do ano passado e o terapeuta ocupacional que havia também já não exerce funções, estando neste momento a decorrer um processo de contratação destes profissionais.

 

“Esperamos que, no ano lectivo de 2014/2015, o professor de ensino especial possa já trabalhar e que, no ano lectivo de 2015/2016, o terapeuta ocupacional possa estar também a trabalhar”, afirmou Chow Pui Leng aos jornalistas, à margem de uma visita à Escola Luso-chinesa de Coloane.

 

A directora adianta que agora, para tornar o processo mais simples, o concurso está a decorrer em Macau, mas, “se os portugueses preencherem os requisitos do concurso, também se podem candidatar”.

 

Macau tem mais de 1300 alunos com necessidades educativas especiais. Destes, mais de 600 frequentam turmas de ensino especial, enquanto os restantes frequentam o ensino integrado.