Em destaque

18 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.20602 patacas e 1.1314 dólares norte-americanos.

Aberto concurso para revista das indústrias criativas
Quarta, 12/02/2014

O concurso público para a Revista das Indústrias Culturais e Criativas de Macau está aberto até meados de Maio. O anúncio é publicado, esta manhã, em Boletim Oficial. O Governo procura uma empresa para gerir e promover esta nova publicação electrónica, que será trilingue.

 

A empresa que ficar responsável pela revista tem de geri-la e promovê-la, assim como garantir a prestação de serviços de entrevista, redacção, edição, design gráfico e paginação. A publicação faz parte do plano do Governo para o desenvolvimento das indústrias culturais e criativas do território.

 

O despacho do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura já data de 6 de Dezembro de 2013, mas só agora foi publicado em Boletim Oficial o anúncio de que está aberto o concurso público para a gestão da Revista (Electrónica) das Indústrias Culturais e Criativas de Macau. O concurso é promovido pelo Instituto Cultural e será assinado um contrato de 16 meses com a empresa escolhida.

 

Na avaliação das propostas, o Instituto cultural vai ponderar critérios como o preço - que vai ter um peso de 35 por cento na decisão - a experiência dos principais executantes e o grau de perfeição da proposta. Para este concurso não é fixado um preço base, no entanto, existe uma caução provisória no valor de 40 mil patacas e, mais tarde, a caução definitiva tem de corresponder a 4 por cento do valor total da adjudicação. Já os requisitos impõem apenas que as entidades concorrentes estejam devidamente registadas na Conservatória dos Registos Comercial e Bens Móveis de Macau, devendo mais de 50 por cento do capital estar em nome de residentes.

 

As empresas interessadas em gerir a Revista electrónica das Indústrias Culturais e Criativas têm de entregar as propostas na Divisão Administrativa e Financeira do Instituto Cultural, na Praça do Tap Seac, até às 17 horas do dia 12 de Maio. No dia seguinte, as propostas serão abertas, em acto público, que decorre no Auditório do Instituto Cultural, também na Praça do Tap Seac, pelas 15 horas.