Em destaque

20 de Março 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.2173 patacas e 1.1350 dólares norte-americanos.

Rota das Letras: Alegre, Sousa Tavares e Pacheco Pereira
Segunda, 10/02/2014

José Pacheco Pereira, Miguel Sousa Tavares e Manuel Alegre são três dos nomes em destaque na edição deste ano do Festival Literário de Macau - Rota das Letras, marcada para o próximo mês de Março, organização do jornal diário Ponto Final, com a co-organização do Instituto Cultural e a Fundação Macau.

 

Miguel Sousa Tavares é jornalista e autor de vários romances best sellers, como é o caso de “Rio das Flores” ou “Equador”. Tem actualmente nas livrarias o mais recente “Madrugada Suja”, metáfora de um Portugal de corrupção e tráfico de influências. É um dos nomes com forte presença mediática em Portugal.

 

Outro nome, José Pacheco Pereira – historiador, político, ex-dirigente do PSD, comentador e cronista –, tem vindo a dedicar-se à investigação de temas relacionados com o Partido Comunista Português (PCP). Mantém um dos maiores arquivos, em Portugal, sobre o comunismo, a esquerda e sobre as relações do PCP com a União Soviética. Autor de uma biografia de Álvaro Cunhal, é também um dos intelectuais com mais visibilidade e intervenção pública em Portugal.

 

Manuel Alegre, ex-dirigente do Partido Socialista, foi duas vezes candidato à Presidência da República Portuguesa. É um dos mais reconhecidos poetas, romancistas e ensaístas da actualidade literária em língua portuguesa.

 

Autor de livros já históricos na literatura portuguesa como “Praça da Canção”, “O Canto e as Armas” ou, mais recentemente, “Sete Partidas”, Alegre escreveu ainda romances como “Jornada de África”, acerca da guerra colonial, ou “Rafael”.

 

Os três escritores vão estar em Macau durante o Festival Rota das Letras que, em edições anteriores, trouxe figuras das letras da lusofonia como Tatiana Levy, José Luis Peixoto, Valter Hugo Mãe, a moçambicana Paulina Chinziane, o realizador Miguel Gonçalves Mendes ou escritores chineses como Bi Feiyi.