Em destaque

14 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1522 patacas e 1.1278 dólares norte-americanos.

Governo fiscalizou a companhia de táxis Vang Iek
Domingo, 09/02/2014

O Governo realizou inspecções aos serviços dos táxis amarelos no primeiro dia do período de transição. O prolongamento do contrato por mais 9 meses com a companhia de táxis Vang Iek teve início ontem. O Governo exige que os táxis amarelos só prestem serviços por chamada telefónica.

 

Quarenta veículos ainda podem apanhar passageiros nas praças de táxis, foi-lhes dado um período de transição. No entanto, os restantes 60 têm de se dedicar em exclusivo às solicitações telefónicas.

 

Ontem, o dia da mudança das regras, dois representantes da Direcção dos Serviços para os Assuntos de Tráfego deslocaram-se ao Centro de Serviços dos Táxis da Vang Iek, para confirmarem que as exigências estavam a ser cumpridas. Estes serviços também destacaram pessoal para esse centro para acompanharem as operações, cabendo-lhes depois elaborar a regulamentação do futuro modelo de funcionamento, assim como o regime de fiscalização e as penalidades em caso de incumprimento.

 

O Governo vai ainda criar postos especiais de chamada dos rádio-táxis em várias zonas da cidade para permitir aos táxis esperarem a chamada e prestarem, o mais rapidamente possível, os serviços requisitados aos clientes. É de referir que já entraram em funcionamento as estações de Seac Pai Van, em Coloane, Edifício Lago, na Taipa, e vizinhança do Hospital Kiang Wu, seguindo-se sucessivamente, as obras dos postos de chamada de táxis por telefone no Edifício Riviera, Habitação Social da Rua do Comandante João Belo, Centro de Saúde da Areia Preta, Consulta Externa do Centro Hospitalar Conde S. Januário, Colégio Sagrado Coração Canossiano, Centro Comercial “Seng Fong”, no NAPE e na urgência do Hospital Kiang Wu, na Taipa.