Em destaque

14 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1522 patacas e 1.1278 dólares norte-americanos.

Conselho de Educação quer reformas na avaliação de alunos
Quarta, 13/07/2011
Atrair mais gente para a profissão de docente e alterar as normas de avaliação para fazer baixar a taxa de reprovação no território são dois dos objectivos que poderão vir a constar no novo texto do Planeamento para os Próximos Dez Anos de Desenvolvimento do Ensino Não Superior, que deverá conhecer a última versão em Novembro.

Ambas as ideias ficaram patentes na reunião plenária de hoje do Conselho de Educação.

No que diz respeito aos professores, uma das sugestões deixadas é atrair alunos dos ensinos secundário e complementar para a profissão de docente, através de apoios para tirarem cursos superiores – mas falta ainda estudar quais devem ser as formas de subsídio e reembolso.

Outra das propostas é reduzir o tempo lectivo dos docentes, de acordo com o Chefe de Departamento dos Serviços de Educação e Juventude, Wong Kin Mou. Outras ideias passam por atrair alguns dos jovens que já estão a tirar cursos nas universidades para a carreira docente, assim como tentar que voltem a ser atraídos para a profissão aquelas pessoas que já foram professores e que por qualquer motivo estão agora noutros sectores.

Além da necessidade de atrair mais profissionais para a docência, os membros do Conselho de Educação consideram também importante avançar com uma reforma no processo de avaliação, de modo a reduzir a taxa de reprovação.

Actualmente, há mais de cem critérios de avaliação e cada escola tem mais do que um. A aposta deve, por isso, ir para a diversificação da avaliação, de modo a que, por exemplo, além das provas escritas, sejam também tidos em conta factores como a aprendizagem em grupo e a atitude perante a aprendizagem. A reforma deverá ser formalizada num diploma legal, de modo a que sejam seguidos padrões. Estão ainda previstas acções de formação e seminários para que as escolas tomem conhecimento dos métodos indicados e os experimentem.

Na reunião plenária do Conselho esteve ainda em debate o texto para recolha de comentários relativo ao Estatuto da Educação Contínua.