Em destaque

14 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1522 patacas e 1.1278 dólares norte-americanos.

Carlos Couto vence Prémio Construir 2011
Terça, 12/07/2011
Carlos Couto ganhou mais um prémio pelo projecto do pavilhão de Portugal na Expo 2010 em Xangai. O arquitecto de Macau foi distinguido com o Prémio Construir 2011, na categoria de Arquitectura, para o Melhor Projecto Público.

“É sempre bom a gente receber um prémio, é o reconhecimento do trabalho que foi feito. E acho que o trabalho que se apresentou em Xangai dignificou, de facto, a presença portuguesa. É uma vitória de toda uma equipa que trabalhou comigo”, afirmou Carlos Couto à Rádio Macau, referindo-se não apenas à equipa de arquitectura mas também à de engenharia, que pertence a uma outra empresa de Macau, a PAL Asiaconsult.

A cerimónia de entrega dos galardões decorreu ontem, no Coliseu de Lisboa. Carlos Couto não esteve presente, mas enviou um texto de agradecimento aos leitores do jornal Construir, que o escolheram, e que foi lido pela filha, durante a gala.

Ao fim de 35 anos de actividade profissional, Carlos Couto considera que o projecto teve sucesso também pelo “relacionamento excelente” que houve com o cliente, a Parque Expo – “como nunca tive”, frisou o arquitecto.

Para Carlos Couto, a participação de Portugal na Expo 2010 foi uma grande vitória e os prémios são um incentivo à dignificação da arquitectura que é feita por portugueses, um pouco por todo o mundo. O arquitecto lembra ainda que os chineses adoraram a cortiça com que o pavilhão português foi revestido, na exposição mundial de Shanghai.

Carlos Couto dedica o prémio Construir 2011 ao neto Afonso, que faleceu com leucemia.