Em destaque

14 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1522 patacas e 1.1278 dólares norte-americanos.

Embaixada portuguesa em Pequim mede pegada de carbono
Domingo, 27/03/2011
A embaixada portuguesa em Pequim está a desenvolver um projecto pioneiro na área do ambiente. A ideia é medir o impacto da embaixada no ambiente, para depois minimizá-lo.

Em declarações ao Paralelo 22 deste domingo - dedicado ao ambiente -, Renato Roldão, da Ecoprogresso, explicou que a empresa está a trabalhar com a embaixada "no sentido de calcular a pegada de carbono", para, depois, numa primeira fase, "fazer a compensação das emissões relativas ao ano de 2010, de forma a neutralizá-las".

Segundo Renato Roldão, numa fase posterior, a ideia é "desenvolver em conjunto um plano de redução para os anos seguintes".

"Vamos medir de que forma é que a actividade regular da embaixada, ao longo de um ano, vai tendo um impacto cada vez menor em termos ambientais e em termos de emissões de gases com efeito de estufa", afirmou o responsável.

Renato Roldão será um dos oradores presentes no Fórum e Exposição Internacional de Cooperação Ambiental (MIECF), que arranca em Macau no próximo dia 31.