Em destaque

25 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,0449 patacas e 1,1156 dólares norte-americanos.

 

Revista de Imprensa de Macau e Hong Kong (Quarta-feira)
Quarta, 28/08/2013

Vários temas na imprensa portuguesa de hoje. O café Lusitanus pode ter de mudar de localização, diz o jornal Ponto Final em manchete. O Hoje Macau destaca o apoio de onze listas candidatas às eleições de 15 de Setembro à petição contra a violência doméstica e o Jornal Tribuna de Macau nota que as subconcessionárias são o novo motor do jogo.

 

Jornal de Macau em língua chinesa

O Va Kio publica na primeira página que o CCAC descobriu mais um recluso suspeito de prática de crime de corrupção activa. O CCAC organizou uma acção, no Estabelecimento Prisional de Macau apreendendo 20 telemóveis relacionados com o caso. O CCAC também apreendeu um montante de mais de 200 mil patacas. O jornal fala ainda da taxa de desemprego entre Maio e Julho deste ano. Foi de 1,9%, aumentando, ligeiramente, 0,1%, em relação ao período anterior (Abril a Junho de 2013).

No Ou Mun, diz o jornal que com a aproximação do novo ano lectivo, as autoridades aceleram a execução das obras nas ruas, mas agora também começaram as obras de revestimento superficial do circuito do Grande Prémio. Acrescenta o Ou Mun, que a Direcção de Serviços dos Assuntos de Tráfego está a acelerar o ordenamento de instalações de trânsito em redor de 30 escolas. Levou a cabo operações de renovação de passadeiras, criação de bandas sonoras para abrandamento de velocidade, instalação de barreiras metálicas e luz intermitente para aviso, etc.

 

Canal chinês da Rádio Macau

No Ou Mun Tin Toi ouviu-se esta manhã que o Parlamento do Reino Unido vai realizar, na quinta-feira, um debate sobre a situação da Síria. Acrescenta o canal que o ministro dos Negócios Estrangeiros sírio acredita que os países ocidentais não vão tomar acções militares contra a Síria.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

“Crime, dizem eles” titula o Hoje Macau. Onze listas de candidatos pela via directa apoiam petição sobre violência doméstica, criada pela cidadã Cecília Ho. A petição vai ser entregue dia 7 de Setembro ao Chefe do Executivo. Noutra chamada de capa ainda a questão do Convento da Ilha Verde. O jornal conta que “tribunal fala em ‘risco patrimonial’ no terreno”.

 

O Ponto Final escreve em manchete “Lusitanus em risco”. O Café Lusitanus pode ter os dias contados na casa amarela junto às Ruínas de S. Paulo devido ao fim do contrato de arrendamento detido pelo Governo. Casa de Portugal diz não saber que espaço era privado. “Até parece campanha” é o título do destaque fotográfico. Faltam três dias para o arranque da campanha eleitoral mas, diz o jornal, “as listas não têm sido tímidas na promoção”.

 

“Subconcessionárias são novo ‘motor’ do Jogo” conta o Jornal Tribuna de Macau (JTM). O jornal escreve que, “no primeiro semestre, a taxa de crescimento das receitas brutas das subconcessionárias de jogo foi 3,5 vezes superior à das operadoras”. Em foco ainda as mudanças na Escola Portuguesa de Macau. O JTM diz “Edith Silva substituída por Manuel Machado”.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

O Business Daily puxa para manchete “Agências imobiliárias de Macau não vão fazer downsizing”. Afirma o diário que a tendência que se verifica em Hong Kong não vai contagiar Macau pelo bom ambiente de mercado.

 

O Macau Daily Times recorda os dez anos da Creative Macau. “Décimo aniversário assinalado com música e atribuição de prémios”.

 

O Macau Post destaca o encontro entre Chui Sai On e o ministro de Taiwan para os Assuntos da China. “Primeiro encontro com o Chefe do Executivo de Macau foi muito significativo”.

 

 Jornais de Hong Kong em língua inglesa 

"Ataque de coração" é o título maior do Standard, uma troca de acusações entre o Hospital Principe de Gales e um médico cardiologista suspenso por incompetência.

 

O China Daily entrega o destaque da edição á notícia da terceira reunião plenária do comité central do Partido Comunista que está marcado para Novembro e com uma agenda que promete discutir reformas economicas.

 

O South China Morning Post fala do mesmo assunto, mas faz uma ligação entre a convocatória desta reuniáo do Comité Central e o fim do julgamento de Bo Xilai, antigo membro daquele orgao do Partido. E a manhete é essa: Reuniao cimeira do partido marcada depois de terminal julgamento. Ao lado, o jornal publica uma foto das cheias do rio Heilong, na provincia de Heilongjiang, e o título "Zona de calamidade".