Em destaque

21 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.21 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

CCAC: funcionário público suspeito de crime de burla
Quarta, 24/07/2013

O Comissariado Contra a Corrupção (CCAC) investigou um caso de um funcionário público suspeito da prática do crime de burla. De acordo com uma nota do CCAC “o trabalhador envolvido é suspeito de se ter aproveitado da sua história clínica, para simular o agravamento contínuo da doença de que padecia”, tendo, entre Janeiro e Abril deste ano, obtido um total “de 93 dias de faltas justificadas, com recurso a meios fraudulentos”.

 

O CCAC, após investigação, indica que “durante o período de faltas por doença, o arguido fez deslocações diárias entre o interior da China” e também “viagens de lazer e turismo em países do Sudeste da Ásia”.

 

No decurso da investigação, a pessoa confessou ter praticado dolosamente os actos para a obtenção dos atestados médicos, utilizando, para esse efeito, meios fraudulentos. O CCAC já informou os serviços aos quais o arguido pertence para o seu devido acompanhamento. O caso foi encaminhado para o Ministério Público.