Em destaque

14 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1522 patacas e 1.1278 dólares norte-americanos.

Inflação em Junho foi de 5,5 por cento
Segunda, 22/07/2013

Está em 5.5 por cento a inflação em Macau. São números do mês de Junho divulgados, hoje, pelos Serviços de Estatísticas e Censos que mostram que, em Junho passado, houve um aumento de 5,31 do índice de preços no consumidor.  

 

Se compararmos com Junho de 2012, notam-se subidas substanciais nos índices de preços em sectores sensíveis como a habitação e combustíveis - aumento de 8,9 por cento.

 

Na saúde, o aumento é de 7,3 por cento. Aumento também nos produtos alimentares e bebidas não alcoólicas com 6,64 por cento. Subidas que, dizem os Serviços de Estatísticas, se devem a iguais aumentos das rendas de casas, dos preços das consultas externas, dos preços de refeições fora de casa, assim como dos produtos hortículas, da fruta e da carne fresca.

 

Em contramão, aparecem os sectores da educação e das comunicações. Na educação, a queda foi de 3,12 por cento, nas comunicações de 2,69. Se a leitura for mensal, ou seja, se a comparação for feita com Maio deste ano vemos que as subidas se deram, em especial, nos sectores do vestuário e do calçado com 2,96 por cento, e do equipamento doméstico e materiais de utilização, 1,73 por cento. 

 

Numa leitura dos doze meses anteriores, o índice de preços elevou-se 5,5 por cento - daqui a taxa de inflação - com destaque para os sectores da habitação e combustíveis (8,48 por cento), e da alimentação e bebidas não alcoólicas (7,1 por cento). Em baixa estiveram os sectores da educação, 2,27 por cento, e das comunicações, 2 por cento.