Em destaque

14 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1522 patacas e 1.1278 dólares norte-americanos.

Estudo dá má nota aos serviços dos casinos
Quinta, 11/07/2013

Os casinos têm de melhorar a qualidade dos seus serviços aos clientes. É esta a conclusão de um estudo aos serviços prestados pela indústria do jogo. A Associação de Estudo para Jogos de Macau não atribuiu a nota máxima a nenhum dos casinos do território.

 

A valorização máxima do estudo seria de 3,5 valores, mas nenhum serviço dos casinos analisados mereceu tal nota. A Associação de Estudo para Jogos de Macau fez uma pesquisa a que chamou de Índice dos Serviços do Sector do Jogo, com o objectivo final de elevar a qualidade dos serviços do principal motor económico do território.

 

Entre Abril e Junho, a associação enviou colaboradores a nove casinos das seis operadoras. Sem se identificarem, os colaboradores analisaram secretamente a qualidade dos serviços dos trabalhadores dos casinos, incluindo o sorriso, a paciência e a iniciativa.

 

No total foi analisado, tendo em conta vários parâmetros, o desempenho de 810 trabalhadores dos casinos. Os serviços aos clientes foram aqueles que tiveram a melhor nota (2,78 pontos), seguindo-se os serviços de segurança (2,64 pontos). No lado oposto, estão os transportes disponibilizados pelos casinos, sendo este o serviço com pior nota (1,47 pontos).

 

Tendo em conta os resultados do estudo, a associação espera que as operadoras possam melhorar a qualidade dos serviços e elevar a competitividade. Ao divulgar as conclusões do estudo, a associação revelou ainda a vontade de estabelecer um índice relativo para monitorizar os serviços prestados nos casinos.