Em destaque

21 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.21 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Revista de Imprensa de Macau e Hong Kong (Sexta-feira)
Sexta, 05/07/2013

As queixas de Agnes Lam, uma entrevista ao director do Clarim, padre Albino Pais, que regressa a Portugal e uma análise de antecipação ao sufrágio directo das eleições gerais de Setembro alimentam a imprensa portuguesa desta manhã.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

As primeiras duas páginas do Va Kio são feitas de publicidade. No mais, o Va Kio diz que começou, hoje, a circular a título experimental na Taipa e no COTAI o primeiro autocarro eléctrico. Os utentes vão poder utilizar estes serviços de transporte em modo gratuito. O jornal refere ainda as declarações, ontem, na Assembleia Legislativa de José Chu. O director dos Serviços de Administração e Função Pública reconheceu que em 2012, houve 64 condutores dos 18 departamentos públicos com mais de 300 horas acumuladas. Os serviços estão a procurar uma solução para a falta de condutores nos departamentos públicos.

 

No Ou Mun, as primeiras duas páginas são dedicadas à publicidade. O jornal fala também do primeiro autocarro eléctrico começa a circular a título experimental. Nesta 1ª fase, o veículo circula, apenas, na Taipa e no COTAI. Uma fase de experimentação que vai manter por três meses.

 

Canal chinês da Rádio Macau

O Ou Mun Tin Toi disse, esta manhã, que algumas organizações islâmicas planeiam organizar protestos no país. Não querem que o presidente Mohamed Morsi seja demitido. Em termos locais. A deputada Kwan Tsui Hang pergunta ao Governo, por meio de interpelação escrita, por que razão aprovou a construção dos edifícios altos em terrenos junto ao mar, a deputada pede uma explicação. 

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

O Hoje Macau entrega a manchete a Agnes Lam. “Estranha numa terra estranha. Agnes Lam não percebe lei que não permite campanha”. Na parte superior da página, “Governo da RAEM admite vir a controlar entradas de dinheiro”.

 

O Ponto Final surge com a foto de Albino Pais, o sacerdote e director do semanário “O Clarim” que está de regresso a Portugal. “O Clarim continua a fazer sentido”, diz em entrevista ao jornal. Na manchete, o diário diz que Agnes está “De olho na polícia” a propósito da alegada falta de poderes da comissão que fiscaliza as forças de segurança.

 

O Jornal Tribuna de Macau destaca na primeira página uma análise ao sufrágio directo para a Assembleia Legislativa. “Dois novos lugares serão para os que já lá estão”. A manchete refere-se a um tema de saúde. “Hospital das Ilhas com centro de formação”.

 

O semanário O Clarim comemora hoje na sua edição os seus 65 anos. Na manchete Gastão Barros, co-fundador afirma: "Fomos sempre censurados".

 

Jornais de Macau em língua inglesa

O Macau Daily Post chama à manchete: “Deputados fustigam Governo por inércia na fiscalização dos modos de pagamentos antecipados”.

 

O Business Daily chama à primeira, em grande destaque exigência dos taxistas. “Taxistas querem subir o valor da bandeirada”.

 

O Macau Daily Times sublinha o mal-estar diplomático com Portugal. França e Itália no âmbito do caso Snowden. “Incidente com avião enfurece América Latina”. Mais abaixo, na primeira, o jornal dá destaque aos cem anos de cinema indiano. “Gala do cinema Bollywood amanhã em Macau”.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

O China Daily publica na primeira página, em grande destaque, foto do presidente interino do Egipto, Adly Mansour, acumulando com a chefia do Tribunal Constitucional. Ao lado, nas gordas, o jornal escolhe outro título. “Juiz de topo sublinha importância de sentenças justas”

 

No South China Morning Post, “Revelado projecto de novos bairros nos novos territórios”, e em grande foto, surge Peter Chan, o homem acusado de forjar o testemunho da milionária Nina Wang. Foi, ontem, condenado e detido.

 

No Standard, a primeira é feita de publicidade, mas lá dentro, a primeira notícia refere-se também à condenação de Peter Chan: “Culpado”, é a manchete.