Em destaque

14 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1522 patacas e 1.1278 dólares norte-americanos.

Estorninho pondera avançar para tribunal contra Pedruco
Segunda, 01/07/2013

José Luís Estorninho pondera “uma acção judicial contra Luiz Pedruco que, com o seu comportamento, pôs em causa a honra e o bom nome” do homem que foi apontado como mandatário da lista Macau Século XXI na corrida às eleições para a Assembleia Legislativa, e que diz ter sido afastado sem explicações por parte de Pedruco, que, entretanto, assumiu o lugar de mandatário e de cabeça de lista.

 

A posição de Estorninho vem manifestada num comunicado divulgado hoje. Em declarações à Rádio Macau, Estorninho recorda que, “no dia 28, já apresentei junto à comissão eleitoral uma queixa contra esta postura manifestada pela pessoa que entregou a lista de assinaturas. Continuo a aguardar essa decisão por parte da comissão eleitoral. Enquanto as situações não forem esclarecidas, reservo o direito para processar, independentemente do resultado dessa investigação. Essa acção judicial pode vir a ter lugar a qualquer momento.”

 

Sobre o facto de ter sido afastado da lista e do lugar de mandatário, Estorninho diz não ter explicações: “Há aqui uma série de situações que foram criadas pela pessoa que veio a público declarar que ele se assumiria como mandatário. Isto não se percebeu porquê. Continuamos a aguardar essa explicação, porquanto ele remeteu-se ao silêncio durante semanas. Cabe-lhe explicar porquê. Mais ninguém sabe o motivo dessa decisão. Continuo alheio, totalmente. Nem sequer fui convocado para nenhuma reunião, apesar de ter sido indicado como mandatário.”

 

Por toda esta situação, Estorninho diz-se “perplexo”: “Tenho estado a constatar, dos comentários que o Luiz Pedruco tem vindo fazer a público, e fico perplexo pelo facto de ele constantemente falar dessa situação, como mandatário. Acho de todo lamentável pelo facto de ele ter causado uma situação dessas e defraudado as expectativas de quem deu apoio à lista. Ele porventura terá que assumir essa responsabilidade.”