Em destaque

22 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.20 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Portugal e Macau devem cooperar mais na segurança alimentar
Sexta, 28/06/2013

Portugal e Macau deverão reforçar a cooperação na área da segurança agro-alimentar e na internacionalização dos produtos portugueses, avança o secretário de Estado português da Alimentação e Inovação Agro-alimentar. Nuno Vieira e Brito esteve reunido, hoje, com a direcção do Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais (IACM), e revelou à Rádio Macau que existe abertura para estreitar os laços.

 

Convidado desta semana do jornalista Gilberto Lopes no Rádio Macau Entrevista, que vai para o ar amanhã, ao meio-dia, o governante português afirmou que, “quer na segurança alimentar, quer na internacionalização dos produtos agro-alimentares, entendemos que poderíamos acrescentar muito mais cooperação entre Portugal e Macau, e estamos convencidos que poderemos agora, a nível da segurança alimentar e da nova filosofia que Macau está a estruturar nesse âmbito, também aumentar a nossa proximidade quer na área da cooperação técnica, quer na área agro-alimentar”.

 

Sobre a reunião realizada hoje com o IACM, Nuno Vieira e Brito disse que “falaram necessariamente da lei de segurança alimentar que está em breve para ser aprovada e também do conselho de segurança alimentar que irá ser criado em Outubro. Ficou, pelo menos numa fase prévia, um contacto entre ambas as autoridades e que será seguido pelo cônsul-geral aqui em Macau, no sentido de, na área técnica de formação, quer depois na área dos próprios produtos agro-alimentares, haver uma proximidade que pode até ser seguida através de um memorando de entendimento. Vamos compatibilizar regimes de controlo de segurança alimentar que são preocupação em ambos os países, o que será também uma boa porta de entrada para os produtos agro-alimentares portugueses”.